Quinta-feira, 31 de Março de 2011
Perguntas Proibidas

 

Esta semana, Mendo Henriques, do Instituto da Democracia Portuguesa e Universidade Católica Portuguesa, conversa com o editor brasileiro Edson de Oliveira Filho, o filósofo Artur Morão e o cientista Miguel Panão sobre o Colóquio “Os Valores não são Mentira - Filosofia e Economia em Bernard Lonergan", que decorre na Universidade Católica amanhã, 1 de Abril, entre as 10h15 e as 17H00, com entrada livre.

Afirmou Lonergan : “Dos teóricos económicos temos de exigir, juntamente com tantos tipos de análise quanto eles queiram, um novo e específico tipo que revele como os preceitos morais têm uma base no processo económico e também uma sua aplicação efectiva. Dos teóricos morais temos que exigir, juntamente com as suas outras formas de sabedoria e prudência, preceitos económicos que surjam especificamente do processo económico em si e promovam o seu funcionamento adequado.”

Os programas anteriores estão aqui.

 

5ªf, 31 de Março- 18h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011
Europa Entrevista

 

Perante o cada vez maior endividamento das famílias, a Fundação Agir Hoje pretende, através de grupos de entreajuda, criar condições para a recuperação da estabilidade financeira de quem a ela recorra. Esta tarde recuperamos a entrevista com Marta Costa Reis, presidente da Fundação.

Os programas anteriores estão aqui.

 

Com Mónica Peixoto

3ªf, 15 de Fevereiro- 18h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Terça-feira, 2 de Novembro de 2010
Europa Entrevista

 

Em tempos de crise, e quando milhares de famílias vivem com dificuldades por causa de dívidas, o Europa Entrevista convida Marta Costa Reis, presidente da Fundação Agir Hoje, que tem por objectivo ajudar pessoas e famílias a reorganizar as suas vidas.

Os programas anteriores estão aqui.

 

Com Mónica Peixoto

3ªf, 2 de Novembro- 18h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sexta-feira, 29 de Outubro de 2010
Rádio Blogue: crise e presidenciais

Cavaco Silva, Manuel Alegre

 

Este fim-de-semana recuperamos várias opiniões sobre privacidade e liberdade de expressão...

 

com Carla Hilário Quevedo e Antonieta Lopes da Costa

6ªf, 29 de Outubro- 10.35/ 19.35

Domingo, 31 de Outubro- 18.35

 

Nos próximos dias queremos saber o que pensa da crise e das eleições para a Presidência da República. A crónica de Carla Hilário Quevedo é publicada também, esta 6ªf, no jornal Metro. Deixe o seu comentário, se preferir, através do 21.351.05.90, até às 16h da próxima 5ªf.

 

Crise e presidenciais

O anúncio da recandidatura de Cavaco Silva à Presidência da República aconteceu a 26 de Outubro, pelas oito da noite, no Centro Cultural de Belém, tal como Marcelo Rebelo de Sousa noticiara no Jornal Nacional. Embora a candidatura de Cavaco Silva não tenha apanhado ninguém de surpresa, o discurso que apresentou esteve longe do que seria esperado, até por o actual Presidente ter falado durante mais tempo do que é habitual. Cavaco Silva tem dois pontos a seu favor, que o destacam em larga medida dos seus oponentes: um é precisamente a gestão hábil do silêncio ao longo dos anos, e o outro – o mais importante e que faz dele o vencedor provável destas eleições – a empatia que tem com as pessoas. Por isso, perguntas retóricas sobre o valor da sua intervenção discreta em momentos de dificuldade da governação ou promessas incaracterísticas de uma «magistratura activa» que a própria natureza do cargo não permite serem cumpridas, não favoreceram aquele que podia ter sido um começo de campanha irrepreensível. Mas não percamos de vista o aspecto positivo do seu discurso. Cavaco Silva anunciou que fará uma campanha contida nas despesas e que, por isso, não irá recorrer a «outdoors». Para compensar a ausência de cartazes nas ruas, o candidato aposta no site oficial e nas redes sociais, como o Facebook, o Twitter e o YouTube, entre outras. A utilização das redes sociais noutras eleições não é novidade, mas o anúncio de que a despesa total da campanha não ultrapassará metade do valor permitido por lei é bom. Segundo noticia o Correio da Manhã, «enquanto Cavaco Silva prevê gastar cerca de 2,1 milhões de euros, Manuel Alegre, o candidato apoiado pelo PS e BE, estima despesas de perto de 1,6 milhões de euros». A reacção do único que até agora colocou «outdoors», não se fez esperar. Alegre acusou Cavaco de ser «populista e demagógico» e lembrou que nas últimas eleições poupado foi ele que gastou 849 mil euros. É preciso perguntar a Manuel Alegre o que o leva a gastar o dobro desta vez. A difícil situação financeira do país vai ajudar a moralizar as campanhas políticas? A poupança e a honestidade podem ser consequências inesperadas da crise?



publicado por jazza-me
link do post | comentar | ver comentários (6)

Sexta-feira, 1 de Outubro de 2010
Rádio Blogue: medidas de austeridade

Manifestação, Grécia (Foto AFP)

 

Este fim-de-semana revemos as opiniões de todos sobre as burlas em Portugal...

 

com Carla Hilário Quevedo e Antonieta Lopes da Costa

6ªf, 1 de Outubro- 10.35/19.35

Domingo, 3 de Outubro- 18.35

 

Nos próximos dias queremos saber o que pensa das medidas de austeridade anunciadas pelo governo. A crónica de Carla Hilário Quevedo é publicada aqui em parceria com o jornal Metro. Se preferir, pode deixar-nos a sua opinião através do 21.351.05.90, em mensagem gravada. Até às 16h da próxima 5ªf.

 

Medidas de austeridade

O discurso sobre a crise não é saudável. A dívida pública, o desemprego, a crise tomaram conta do ar de que precisamos para viver. As notícias sobre uma possível vinda do FMI, que nos poria a todos na ordem, sobre os juros da dívida a aumentar, e a falta de dinheiro em geral asfixiaram o quotidiano das pessoas. Em vez de nos ser dada tranquilidade para sair do buraco, somos confrontados com discursos que oscilam entre o optimismo delirante e o derrotismo irremediável. Depois de termos ouvido as recentes más notícias sobre o novo pacote de medidas de austeridade inserido no Orçamento de Estado para 2011, recordamos que era bom terem dito que não havia dinheiro para nada e que as contas estavam descontroladas. Que ia ser preciso cortar e fazer sacrifícios, a começar pela não renovação das frotas de automóveis dos organismos públicos. Mas não. Ninguém com responsabilidade governativa achou por bem fazer a coisa certa. E fazer a coisa certa, neste caso, não era difícil: consistia apenas em cumprir a obrigação de dizer a verdade aos portugueses. Não o tendo feito, o governo adiou medidas que agora se revelam dolorosas para todos. Cortes de salários na função pública e congelamento das pensões são duas das medidas que vão afectar directamente a vida das pessoas. O aumento do IVA para 23 por cento é outra medida que se prevê ter sucesso para ajudar a controlar o défice. Não sendo economista nem fiscalista, mas aproveitando o momento para declarar o meu repúdio pela discussão que nos obrigam a ter, diria que isso se calhar depende da despesa que se faz. Ora, se não há dinheiro para comprar nada, como espera o Estado receber mais de um imposto aplicado a bens de consumo? Para terminar o dia de pesadelo, Almeida Santos declarou que «o povo tem que sofrer as crises como o governo as sofre». Há uma mentira e um disparate nesta frase. A mentira é o governo sofrer como sofre o povo. O disparate consiste em pedir aos pacientes que entendam o sofrimento dos médicos. O que pensa das novas medidas de austeridade?



publicado por jazza-me
link do post | comentar | ver comentários (7)

Quarta-feira, 23 de Junho de 2010
Perguntas Proibidas

 

Somos o país do mundo com melhor gastronomia? As mais variadas raízes culturais? Mais experiência internacional? Então porque não arregaçamos as mangas e usamos todas estas simpáticas qualidades para acrescentar valor na cadeia de produção, ajudar a qualificar recursos humanos, permitir novos investimentos, valorizar novas marcas e criar inovação? Jack Soifer, um destacado consultor internacional que tem vindo a publicar a série de livros COMO SAIR DA CRISE apresenta, no Perguntas Proibidas da semana, em parceria com o Instituto da Democracia Portuguesa, um conjunto de propostas que enriquecem as opções dos agentes sociais, políticos e económicos.

Os programas anteriores estão aqui.

 

5ªf, 24 de Junho- 18h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Quarta-feira, 16 de Junho de 2010
Perguntas Proibidas

Diana Mendonça; Livraria francesa (foto daqui)

 

Esta semana, o Perguntas Proibidas procura saber o que pensam os jovens escritores na crise presente? Quais as “receitas de cultura” que têm para apresentar? Para onde vai o debate de ideias no nosso país? O Instituto da Democracia Portuguesa entrevista Diana Mendonça. Nasceu em Cascais e foi directora de uma revista feminina. É autora dos livros Receitas de Fado, Receitas de Ópera e Receitas de Contos de Fadas, internacionalmente distinguidos com 3 Gourmand’s Awards. Venceu um concurso nacional de contos, tem uma rubrica na rádio sobre livros e é presidente dos Jovens Escritores de Portugal.

Os programas anteriores estão aqui.

 

5ªf, 17 de Junho- 18h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Quinta-feira, 27 de Maio de 2010
Descubra as Diferenças

 

Debate político avesso ao politicamente correcto com um pé- às vezes dois- na blogosfera.

 

- O estado do governo – Após a trapalhada que foram os impostos retroactivos, o governo parece atabalhoar-se no combate à crise. Qual é o verdadeiro estado do governo PS e da oposição PSD?

 

- A Europa depois da crise – Com défices públicos astronómicos, o que irá acontecer ao modelo social europeu?

 

- Tea Parties – O quase libertário Rand Paul venceu as primárias no estado do Kentucky. Será este o início de uma forte mudança na política norte-americana, ou apenas mais um subproduto da crise?

 

Esta semana, André Abrantes Amaral e Antonieta Lopes da Costa em debate com Tomás Belchior (O Insurgente) e Manuel Pinheiro (Cachimbo de Magritte).

Os programas anteriores estão aqui.

 

6ªf, 28 de Maio- 19h

Domingo, 30 de Maio- 18h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sexta-feira, 30 de Abril de 2010
Descubra as Diferenças

(Imagem daqui)

 

Debate político avesso ao politicamente correcto, com um pé- às vezes dois- na blogosfera.

 

- ‘Rating’ ao fundo – Os mercados financeiros ficaram nervosos após o corte do ‘rating’ da república portuguesa pela Standard & Poor's. Depois da Grécia, seremos nós?

 

- Corrupção absolvida? – O administrador da Bragaparques, Domingos Névoa, foi absolvido pelo Tribunal da Relação de Lisboa da tentativa de suborno de um vereador do município lisboeta. A decisão parece ter abalado a já pouca confiança que os cidadãos têm nos tribunais. Será caso para tanto?

 

- Recuos do governo – O governo aprovou uma alteração à lei do funcionamento dos tribunais, prevendo a suspensão dos prazos judiciais, no período entre 15 e 31 de Julho. Esta alteração e o novo estatuto do aluno, entretanto também apresentado, são mais sinais da fraqueza deste governo?

 

Esta semana, André Abrantes Amaral e Antonieta Lopes da Costa em debate com Ana Margarida Craveiro e Adolfo Mesquita Nunes.

Os programas anteriores estão aqui.

 

6ªf, 30 de Abril- 18h

Domingo, 2 de Maio- 19h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Quinta-feira, 18 de Março de 2010
Internacional Europa

              Benjamin Netanyahu e Barack Obama, Casa Branca, Maio 2009 (daqui)

 

No seu espaço semanal de informação e comentário à actualidade internacional, Nuno Wahnon Martins, advogado, consultor político em Bruxelas e membro do European Values Network, analisa os acontecimentos que mais directamente se relacionam com o dia-a-dia político, económico e social do espaço da União Europeia. Amanhã, em destaque:

 

- EUA / Israel - A recente crise entre os Estados Unidos e o Governo Israelita é a pior desde 1975. Será este o começo de uma nova era?

 

Com Nuno Wahnon Martins

6ªf, 19 de Março- 8.15

Sábado, 20 de Março- 18.15



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010
Descubra as Diferenças

 

Debate político avesso ao politicamente correcto... com um pé na blogosfera.

 

- O verdadeiro passivo – O Governo diz que as agências de rating estão a penalizar Portugal. Mas não serão a classe política e os administradores públicos o verdadeiro passivo que prejudica o país?

 

- Manipulação – Após a divulgação das conversas telefónicas entre Armando Vara e Paulo Penedos, há a suspeita de um alegado plano do Governo para controlar a comunicação social. O que fazer a partir daqui?

 

- Descontrolo – Devido ao descontrolo da despesa pública, o Governo vai apresentar a Bruxelas o PEC, que deverá prever um défice de 3% em 2013, que só pode ser atingido com aumento de impostos, que deterioram a economia. Não será um absurdo este contínuo aumento da despesa pública para salvar a economia, quando o efeito é precisamente o contrário?

 

- Sugestões – Se a bondade do apoio do Estado à reestruturação de empresas inviáveis é um dos mitos que urge ultrapassar, o que fazer para sairmos da crise?

 

Esta semana, André Abrantes Amaral e Antonieta Lopes da Costa em debate com António Pinho Cardão (quartarepublica.blogspot.com) e Miguel Botelho Moniz (oinsurgente.org).

Os programas anteriores estão aqui.

 

6ªf, 12 de Fevereiro- 18h

Domingo, 14 de Fevereiro- 19h



publicado por jazza-me
link do post | comentar | ver comentários (2)

Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009
Descubra as Diferenças

 

Debate político avesso ao politicamente correcto com um pé na blogosfera.

 

- Mais Impostos? - Depois de Vítor Constâncio ter alertado para a inevitabilidade do aumento dos impostos, a oposição impôs ao governo o adiamento da entrada em vigor do novo Código Contributivo e o do Pagamento Especial por Conta. Estamos perante duas formas distintas de ultrapassar a crise?

 

- Afeganistão - Barack Obama decidiu enviar mais 30 mil soldados para o Afeganistão na esperança de iniciar a sua retirada em Julho de 2011. Começou o pesadelo de Obama?

 

- PSD – O maior partido da oposição continua sem nova liderança e a ser ultrapassado pelo CDS na luta pela iniciativa política. Perdido o país, esqueceu-se o PSD do seu rumo?

 

- Crise no Dubai – Nos últimos dias, o grupo Dubai World, detido pelo governo, pediu uma moratória para o pagamento da sua dívida aos bancos. Caiu o último logro do dinheiro fácil e barato?

 

Esta semana, André Abrantes Amaral e Antonieta Lopes da Costa em debate com Afonso Azevedo Neves (blogues “31 da Armada” e “A Grande Alface”) e Bruno Alves (blogues “O Insurgente” e “Desesperada Esperança”).

Os debates anteriores estão aqui.

 

6ªf, 4 de Dezembro- 18h

Domingo, 6 de Dezembro- 19h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Quinta-feira, 1 de Outubro de 2009
Perguntas Proibidas: Governo para a Crise ou Crise de Governo?

 

No contexto das eleições legislativas voltamos a ouvir, esta tarde, o Perguntas Proibidas Extra que teve a sua primeira emissão na passada 2ªf, 28 de Setembro.

 

Miguel Teixeira (PS), Feliciano Barreiras Duarte (PSD) e Pedro Mota Soares (CDS-PP) debatem os cenários pós-eleitorais numa entrevista conduzida por João Gomes (IDP). Num ambiente político em que as consequências governativas estão claramente suspensas dos resultados das autárquicas, que perspectivas se colocam de governo de Bloco Central , de outra coligação ou de um governo minoritário PS como acordos de incidência parlamentar. Duas coisas são certas: a crise internacional não abrandou e a crise de desemprego e falências no país continua.

Os programas anteriores estão aqui.

 

5ªf, 1 de Outubro- 18h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Terça-feira, 28 de Julho de 2009
Europa Entrevista

    

No último programa antes das férias de Agosto, o Europa Entrevista questiona o editor de Economia da SIC. Como começou a crise financeira? É possível sobreviver a ela? Que apostas devem ser feitas no futuro? Perguntas às quais responde o jornalista Luís Ferreira Lopes, no livro "Seja mais esperto do que a crise" (Esfera dos Livros) e em antena, esta tarde.

O Europa Entrevista tem podcast disponível aqui e regressa em Setembro.

 

Com Mónica Peixoto

3ªf, 28 de Julho- 18h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sexta-feira, 10 de Julho de 2009
Internacional Europa

       Bandeiras da União Europeia e da Turquia (imagem daqui)

 

No seu espaço semanal de comentário e informação consagrado à actualidade internacional da semana, Nuno Wahnon Martins analisa a Crise em Teerão e o caso da Turquia, entre o Islão e a Laicidade.

 

Com Nuno Wahnon Martins

6ªf, 10 de Julho- 8.15



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Terça-feira, 19 de Maio de 2009
Europa Entrevista

             (imagem daqui)

 

O Europa Entrevista convida esta semana Ana Bela Pereira da Silva, Presidente da Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias- que garante: apesar da crise ... este pode ser o momento certo para investir num negócio por conta própria- e a APME pode dar uma ajuda às mulheres empreendedoras.

Os programas anteriores estão disponíveis aqui.

 

Com Mónica Peixoto

3ªf., 19 de Maio- 18h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Domingo, 10 de Maio de 2009
Opinião Europa

        Campo Delta, Guantánamo, Cuba, 2005 (foto Wikipédia)

 

No espaço Opinião Europa, em parceria com a Revista Segurança e Defesa, vários comentadores analisam a actualidade, com rigor e independência. De segunda a quinta-feira, um comentador da revista fala de política, diplomacia e economia. A coordenação é de Paulo Pereira de Almeida, Professor do ISCTE e do Instituto Transatlântico Democrático, além de membro do OSCOTObservatório de Segurança, Crime Organizado e Terrorismo.

Esta semana, José Manuel Anes examina os Presos de Guantánamo e a Europa, Nuno Manalvo explica Como Sair da Crise, Paulo Pereira de Almeida observa as Polícias e o Uso da Força e Paulo Gorjão comenta a Política Internacional.

 

2ª a 6ªf- 8.15



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sexta-feira, 24 de Abril de 2009
Descubra as Diferenças

Debate político avesso ao politicamente correcto com um pé, às vezes dois, na blogosfera.

      (foto daqui)                                           (foto daqui)

 

Belém/São Bento - Depois dos inúmeros avisos vindos de Belém, José Sócrates respondeu ao Presidente da República, dizendo que 'cada um tem a sua bicicleta'. O governo governa e o presidente preside. Mas não caberá a Belém supervisionar S. Bento?

 

Educação no Parlamento – O primeiro-ministro escolheu a educação e o apoio concedido às famílias, como tema para o debate quinzenal na Assembleia da República. O apoio aos mais desfavorecidos no acesso à educação e a requalificação das 50 escolas, são os trunfos do primeiro-ministro. Chega para convencer o eleitorado?

 

Crise acentua-se – De acordo com o Fundo Monetário Internacional, o sistema financeiro mundial terá um prejuízo superior ao inicialmente previsto. O FMI antecipa ainda que o desemprego em Portugal poderá atingir os 11% e a economia nacional contrair mais de 4%. Vítor Constâncio, governador do Banco de Portugal, embora preocupado, entende que não estamos directamente expostos à crise. Podemos ficar descansados?

 

Eleições africanas – Realizaram-se esta semana as eleições legislativas na África do Sul. Entretanto, em Moçambique, foram agendadas para Outubro deste ano, as eleições presidenciais e legislativas. Conseguirá Portugal aproveitar a estabilização democrática desta região de África?

 

Esta semana, André Abrantes Amaral e Antonieta Lopes da Costa debatem com os jornalistas Sílvia Oliveira e João Cândido da Silva, este último também blogger d’O Elevador da Bica.

O Descubra as Diferenças tem podcast disponível aqui.

 

6ªf., 24 de Abril- 18h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Quinta-feira, 2 de Abril de 2009
Perguntas Proibidas em estreia

 

Nos tempos da Inquisição, proibiam-se as respostas. Será que - com a liberdade de imprensa - se proíbem agora as perguntas? A dúvida, cada vez mais pertinente, serve de base ao novo programa de debate da Europa-Lisboa, Perguntas Proibidas, em estreia esta quinta-feira, 2 de Abril, numa parceria com o Instituto da Democracia Portuguesa.

Todas as semanas, um painel fixo composto por Mendo Henriques, Paulo Rascão e Ricardo Gomes da Silva convida um quarto elemento para o debate desassombrado. Na estreia, é a vez de Francisco Cunha Rego se juntar à conversa. Nesta primeira edição, e numa altura em que cada vez menos governantes querem que se fale dela, discute-se a CRISE, com letras grandes e de um ponto de vista crítico.

 

PERGUNTAS PROIBIDAS DA SEMANA:

O que representa a crise? É conjuntural? Faz parte de um ciclo? Ou será prenúncio de algo mais?

 

5ªf., 2 de Abril- 18h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Terça-feira, 10 de Março de 2009
Europa Entrevista

                                                                         Luís Ferreira Lopes

 

Esta semana, o Europa Entrevista convida Luís Ferreira Lopes, editor de Economia da SIC e autor de Seja Mais Esperto do que a Crise (edição de A Esfera dos Livros) - um livro onde se explica como começou a actual crise económica e financeira, e quais os melhores truques para sobreviver a ela...

O Europa Entrevista tem podcast disponível aqui.

 

Com Mónica Peixoto

3ªf., 10 de Março- 18h



publicado por jazza-me
link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 5 de Março de 2009
Rádio Blog: como combater o desânimo em época de crise?

 

                                                                      (imagem daqui)

 

Amanhã ouvimos os comentários sobre Jade Goody, uma ex-participante polémica de um reality show. Jade está na fase terminal de um cancro e decidiu vender os direitos de transmissão dos seus últimos dias de vida a uma cadeia de televisão.  Assim pode assegurar um futuro mais recheado para os dois filhos...

 

Com Carla Hilário Quevedo e Filipa Paramés

6ªf., 6 de Março - 10h35

 

O que fazer?

O Presidente do Grupo Jerónimo Martins, Alexandre Soares dos Santos, em entrevista à SIC Notícias, afirmou que a Polónia em breve ultrapassará Portugal no ranking de crescimento dos países da União Europeia. A explicação que apresentou para um fenómeno que julgaríamos impossível até há bem pouco tempo é simples: os polacos são muito determinados, trabalham em conjunto pelo desenvolvimento do país e querem viver melhor. Alexandre Soares dos Santos, dando provas de lucidez, bom senso e patriotismo, referiu ainda que os portugueses gostam de trabalhar mas que muitas vezes não são reconhecidos monetariamente no seu trabalho, além de não serem incentivados a melhorar nas suas actividades. Uma pessoa que ganhe o salário mínimo sem nenhuma perspectiva de aumento muito dificilmente tem motivação na sua vida. O conhecido desânimo português é um problema real e não se dissocia de uma questão prática: se as empresas não estimulam os trabalhadores não há nada por que progredir. Criar em si próprio o brio e a perseverança necessários à melhoria, tanto pessoal como do país, passa também por ganhar salários mais altos e mais incentivos. Como podem os empresários combater o desânimo e incentivar as pessoas numa época de crise profunda?

 

O texto de Carla Hilário Quevedo é publicado aqui e no jornal Meia Hora. Deixe o seu comentário neste post ou através do 21.351.05.90 até às 16h da próxima 5ªf.



publicado por jazza-me
link do post | comentar | ver comentários (6)


Rádio Blog
Carla Hilário Quevedo
Metro - Rádio Europa Lisboa
Tema da semana: Rádio Blogue.
Comente aqui ou em 21 351 05 90.
A sua voz vai para o ar :
6ª feira, 11h35/17h40
Domingo, 18h35






Rádio Europa Lisboa
Rua Latino Coelho, 50 - 1º
1050-137 Lisboa, Portugal
Tel.: 21 351 05 80

Email   Estamos no Facebook   Siga-nos no Twitter
Emissão online:

clique para ouvir a emissão da europa


Rádio Blog
Carla Hilário Quevedo
Metro - Rádio Europa Lisboa
Tema da semana: Rádio Blogue.
Comente aqui ou em 21 351 05 90.
A sua voz vai para o ar :
6ª feira, 11h35/17h40
Domingo, 18h35



POSTS RECENTES

Perguntas Proibidas

Europa Entrevista

Europa Entrevista

Rádio Blogue: crise e pre...

Rádio Blogue: medidas de ...

Perguntas Proibidas

Perguntas Proibidas

Descubra as Diferenças

Descubra as Diferenças

Internacional Europa

Descubra as Diferenças

Descubra as Diferenças

ARQUIVOS
TAGS

todas as tags

blogs SAPO
SUBSCREVER FEEDS