Sábado, 25 de Junho de 2011
As Vozes do Jazz

 

Este Sábado, 25 de Junho, dia da nossa derradeira emissão na Rádio Europa Lisboa, entregamos o destaque de aberturas de hora a Claire Dickson, uma voz com que pretendemos simbolizar parte do que foram os nossos últimos três anos de rádio: renovação, novas descobertas, clássicos, estreias e exclusivos. Aos 14 anos, esta jovem norte-americana acaba de lançar o seu álbum de estreia, Scattin' Doll, por entre prémios como o da revista Downbeat ou os elogios e 'apadrinhamentos' de consagrados do Jazz como o veterano pianista Ran Blake ou a multi-premiada cantora Tierney Sutton. Com efeito, em Scattin' Doll, Claire Dickson vai muito além do estatuto de "jovem promessa" e dá-nos um álbum precioso, com portentosas abordagens a clássicos tão exigentes quanto "Caravan", "Confirmation", "Black Coffe", "Ornithology" ou "How High The Moon", entre outros standards do cancioneiro norte-americano. Um futuro possível do Jazz Vocal, para não perder, uma vez mais - e uma última vez - em estreia nacional.

 

Entretanto, no restante desta emissão de despedida, a noite será preenchida com as grandes interpretações das maiores Vozes do Jazz de todos os tempos e paragens, muitas delas votadas pelos nossos ouvintes e leitores do Facebook. Em muitos casos, para standards que nos deixam antever novas janelas para futuro, como "The Best Is Yet To Come", "I'll Be Seeing You" ou "We'll Meet Again"...

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 25 de Junho- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar | ver comentários (2)

Sábado, 18 de Junho de 2011
As Vozes do Jazz

 

Esta noite, o nosso destaque de aberturas de hora volta a ficar entregue a mais um membro da "família" New York Voices: desta feita - e novamente em estreia nacional - com Darmon Meader e o seu álbum And So Am I (Edição de autor, 2008). Aclamado compositor, arranjador, saxofonista, cantor e professor de música e canto, Darmon Meader leva já mais de 25 anos de carreira, repartidos entre a fundação e acompanhamento dos New York Voices, a composição de um importante acervo de peças corais e inúmeras colaborações ao vivo e em disco com nomes como Ray Brown, Bernadette Peters, George Benson, Maureen McGovern, Nancy Wilson, Ann Hampton Callaway, Paquito D'Rivera e a Count Basie Orchestra. And So Am I tem a curiosidade de ser o seu primeiro (e único, até à data) álbum a solo e uma magnífica montra dos talentos que melhor o definem, da composição aos arranjos, dos saxofones à voz, por entre originais da sua lavra e standards do cancioneiro norte-americano.

Entretanto, em torno das meias-horas, seguimos o calendário para ir ao encontro da voz cristalina e suave de Sue Raney, a cantora norte-americana que hoje, 18 de Junho, chega aos 71 anos. Mais de 60 deles são de carreira cheia e referencial - e ela mantém-se ainda no activo, tendo aliás lançado, este ano, novo álbum de estúdio, Listen Here: Alone with Alan Broadbent. "Nesta data querida", dedicamos-lhe uma muito adiada retrospectiva.

# Nota final para mais uma edição da rubrica “Jazzismos”, um espaço feito de apropriações das vozes do jazz aos territórios da pop, do rock e até da música de dança, 'jazzando' hits dos tops de todos os tempos. Esta semana, o nosso convidado Kevin Mahogany relê património dos Jackson 5. Para descobrir e conferir às 22h15.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 18 de Junho- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 28 de Maio de 2011
As Vozes do Jazz

 

A expressão de quase 40 anos de casamento e cumplicidade musical faz, este Sábado, o nosso destaque de aberturas de hora, com o mais recente álbum de Herb Alpert & Lani Hall, I Feel You (Concord Jazz, 2011), mais uma estreia nacional no nosso programa. Com uma carreira fulgurante desde os anos 1960, Herb Alpert é mundialmente reconhecido enquanto músico, compositor, produtor, fundador da A&M Records e alma do histórico ensemble The Tijuana Brass. Recebeu, em 2007, o Grammy Lifetime Achievement Award. Quando a Lani Hall, mulher de Alpert desde 1974, iniciou carreira em 1966 e nesse mesmo ano começou a fazer história, ao ser convidada a juntar-se ao projecto "Sérgio Mendes & Brasil '66", no hit "Mas Que Nada". Seis anos depois, iniciava a sua carreira a solo, pontuada por inúmeras colaborações com grandes nomes da música latino-americana, em espanhol e português. I Feel You é o segundo álbum em que o casal de veteranos assume parceria formal, viajando entre clássicos do cancioneiro brasileiro, do Great American Songbook e abordagens latin jazz a clássicos de Van Morrison e dos Beatles.

Pelas meias-horas, preparando o destaque iminente aos New York Voices, trazemos à antena mais um trabalho de um dos integrantes do colectivo: a cantora, compositora e produtora Lauren Kinhan. Apesar de mais de 20 anos de carreira, Avalon (E1 Music, 2010) é apenas o seu segundo álbum a solo - e até à data, o mais recente. O restante da sua discografia passa por colaborações com nomes como Ornette Coleman e como integrante dos aclamados e multi-premiados ensembles vocais 'JaLaLa', 'Moss' e 'New York Voices'. Rodeada de muitos dos músicos e cantores seus cúmplices desde 1987, Lauren Kinhan mostra, em Avalon, aquilo que podem ser os standards de Jazz de "amanhã", arriscando um sedutor alinhamento feito exclusivamente de composições próprias, a servir a sua voz referencial.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 28 de Maio- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 14 de Maio de 2011
As Vozes do Jazz

 

O compositor, pianista e cantor norte-americano Peter Eldridge faz, esta semana, o nosso destaque de aberturas de hora, com o seu mais recente álbum a solo, «Mad Heaven» (Palmetto Records, 2011), mais uma estreia que trazemos à rádio nacional. Maioritariamente desconhecido para o público português, o premiado Peter Eldridge é, nos EUA, comparado a linhagens de cantautores como Stevie Wonder, Paul Simon ou Van Morrison. É fundador e membro dos aclamados ensembles vocais 'New York Voices' e 'Moss' (com várias destas vozes a participar também, em «Mad Heaven», como convidados). No Jazz, Peter Eldridge pratica, há décadas, as mais interessantes fusões com a Pop, o R&B e a música latina (Ivan Lins e Paquito D'Rivera são apenas alguns dos seus "cúmplices"). Grandes do mundo do Jazz como Nancy Wilson, George Benson, Jane Monheit, Kurt Elling, Jon Hendricks, Mark Murphy, Bobby McFerrin e Meredith Monk, entre muitos outros, são apenas alguns dos que não quiseram deixar de contar com o seu talento.

Pelas meias-horas, no habitual segundo destaque das nossas emissões, assinalamos os 13 anos que passam sobre a morte de Frank Sinatra, recordando e homenageando a voz e o legado de um dos nomes maiores e mais eternos da indústria mundial do entretenimento. Dezenas de prémios, mais de 50 filmes, centenas de registos discográficos, vendas de milhões e uma vida pessoal sempre ligada às mais diversas polémicas fizeram de Sinatra um nome iconográfico, imediatamente reconhecível em "todos os cantos do globo". A exposição mediática ajudou ao cognome "Ol' Blue Eyes", enquanto que na música lhe chamaram, simplesmente, "The Voice". E é justamente a voz que recordamos, em tributo, esta noite.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 14 de Maio- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 30 de Abril de 2011
As Vozes do Jazz

 

Esta semana, no nosso destaque de aberturas de hora, voltamos à produção nacional, com Amoras e Framboesas. É o novíssimo trabalho de Maria João, aqui em parceria com a Orquestra Jazz de Matosinhos, depois do sucesso ao vivo na Casa da Música do Porto, em 2009. Lançado esta semana, com edição Universal Music Portugal, o disco é uma viagem pelo cancioneiro popular brasileiro, o great american songbook e ainda património criado em colaboração com Mário Laginha. Como sempre acontece com as vozes do jazz portuguesas, a edição desta semana conta também com a conversa além da música, numa entrevista com Maria João, para ouvir entre as 21h00 e as 22h00. Para os ouvintes mais atentos, vamos também ter um passatempo.

Pelas meias-horas, no habitual segundo destaque das nossas emissões, viajamos até 2005, ao encontro de A Walk In The Park, o primeiro trabalho da pianista, cantora e compositora norte-americana Dena DeRose para a editora independente Maxjazz, um disco que na altura lhe deu três nomeações para os Grammy Awards e a catapultou para as atenções mundiais. A residir na Europa e actualmente em digressão mundial, Dena DeRose prepara também o seu próximo trabalho, o 10º da sua carreira, com saída prevista para Setembro deste ano.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 30 de Abril- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 23 de Abril de 2011
As Vozes do Jazz

 

Este Sábado, 23 de Abril, cumprem-se 25 anos sobre a morte de Harold Arlen, um dos mais consagrados e celebrados compositores norte-americanos e uma incontornável referência da História da Música e do Jazz. Bastaria ‎"Over The Rainbow", o tema que compôs para o filme «O Feiticeiro de Oz», para dar-lhe a eternidade. O standard ganhou o Oscar de Melhor Canção em 1939 e foi eleito nº 1 nas listas de "Canções do Século XX" da Recording Industry Association of America e do National Endowment for the Arts dos EUA, além de designada "maior canção de sempre no cinema" pelo American Film Institute. Mas houve mais, muito mais! Mais concretamente, cerca de 400 canções, escritas para discos, teatro musical, televisão e cinema, com dezenas delas a entrar, com raizes fundas, no Great American Songbook, gravadas e levadas a palco por gerações de incontáveis vozes e músicos do Jazz e de todos os restantes géneros musicais, mundo fora. "A Sleepin' Bee", "Ac-cent-tchu-ate the Positive", "As Long as I Live", "Blues in the Night", "Come Rain or Come Shine", "Get Happy", "Happiness is a Thing Called Joe", "Hit the Road to Dreamland", "Hooray for Love", "I Gotta Right to Sing the Blues", "Ill Wind", "It Was Written in the Stars", "I've Got the World on a String" e "This Time the Dream's on Me" foram apenas algumas das preciosidades que Harold Arlen nos legou - e que vamos recuperar esta noite na Rádio Europa Lisboa. Abbey Lincoln, Al Jarreau, Billie Holiday, Blossom Dearie, Carol Sloane, Cassandra Wilson, Chris Connor, Claire Teal, Curtis Stigers, Diahann Carroll, Dinah Washington, Helen Merrill,  Jane Monheit, Jimmy Witherspoon, Jo Stafford, Joe Williams, Johnny Mercer, Judy Garland, Keely Smith, Margaret Whiting, Maria Anadon, Maria Viana, Sammy Davis, Jr., Sarah Vaughan e Shirley Horn são apenas algumas das Grandes Vozes do Jazz a desfilar pela nossa antena, entre as 20h00 e as 23h00.

Na última hora desta emisão especial, entre as 23h00 e a meia-noite, juntamos uma lenda a outra lenda, através de uma selecção do melhor de «Ella Fitzgerald Sings the Harold Arlen Songbook», gravado em 1961 e uma das oito extraordinárias recolhas de geniais compositores eternos dos EUA (Cole Porter, Duke Ellington, Rodgers & Hart, Irving Berlin, George & Ira Gershwin, Harold Arlen, Jerome Kern e Johnny Mercer), imortalizados na voz daquela que é, ainda hoje, quase consensualmente considerada a Maior Voz do Jazz de Todos os Tempos. Ella Fitzgerald faria 94 anos na próxima segunda-feira, 25 de Abril - e esta é, também, a nossa forma de prestar-lhe tributo.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 23 de Abril- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 2 de Abril de 2011
As Vozes do Jazz

 

Esta semana, no nosso destaque de aberturas de hora, trazemos mais uma estreia nacional à rádio portuguesa: o britânico Aimua Eghobamien e o seu primeiro álbum, Poured Gently. Além das composições próprias, Aimua oferece-nos ainda uma abordagem tão fresca quanto surpreendente a standards de compositores eternos como Duke Ellington, Thelonious Monk ou George Gershwin, misturados com jazzismos de sucessos de músicos como Stevie Wonder ou Bon Jovi. Esta colecção de brilhantes originais e transfigurações de clássicos já colocou Aimua Eghobamien nas páginas mais incensadas da crítica especializada. E nós, numa brincadeira com bastante de sério, já lhe chamámos o Terence Trent D'Arby do Jazz. O álbum Poured Gently não tem edição nacional, mas pode ser adquirido nas habituais lojas online ou através do site do cantor.

Pelas meias-horas entramos em retrospectiva, para percorrer pontos essenciais da carreira do decano "Little" Jimmy Scott. Quase a chegar aos 86 anos e ainda no activo, o veterano é uma lenda viva do Jazz, pela sua voz invulgar e a resiliência demonstrada no combate às limitações da orfandade e da doença que o acompanha desde o nascimento, a sindrome de Kallmann, que lhe preservou a voz púbere e o impediu de crescer normalmente. Remando contra todas as marés, o jovem viu-se protegido e acarinhado por nomes como Lionel Hampton, Billie Holiday, Ray Charles, Frankie Valli, Dinah Washington ou Nancy Wilson. Iniciou a carreira em 1945 e 20 anos depois estava já solidamente estabelecido no sucesso artístico, especialmente graças ao seu aclamado fraseado e o gigantismo romântico das suas actuações em palco. Nos anos 90, semi-retirado, foi arrancado da reforma pela série Twin Peaks, para um segundo fôlego de carreira que ainda hoje se mantém, apesar da vetusta idade.

Nota final para mais uma edição da rubrica Jazzismos, um espaço feito de apropriações das vozes do jazz aos territórios da pop, do rock e até da música de dança, 'jazzando' hits dos tops de todos os tempos. Karen Souza é a próxima convidada, a revisitar e rever património dos Radiohead. Para conferir às 22h15.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 2 de Abril- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 12 de Março de 2011
As Vozes do Jazz

Luísa Sobral e Al Jarreau

 

Esta semana, no nosso destaque de aberturas de hora, voltamos à produção nacional, com o álbum de estreia de Luisa Sobral, The Cherry On My Cake, uma edição Universal Music Portugal que chega às lojas esta 2ª feira, 14 de Março. Aos 23 anos, Luisa Sobral é mais uma das vozes portuguesas contemporâneas formada no Berklee College Of Music, em Boston, de onde saiu para depois consolidar a sua experiência em Nova Iorque, onde aliás germinou este trabalho. Por entre composições próprias, em inglês e português, além de uma versão de Rui Veloso, The Cherry On My Cake é um auspicioso primeiro trabalho e motivo para a nossa conversa com Luisa Sobral, em entrevista, entre as 21h00 e as 22h00.

Pelas meias-horas, no habitual segundo destaque das nossas emissões, aproveitamos o calendário para assinalar mais uma efeméride, o 71º aniversário de Al Jarreau. A lenda viva nasceu a 12 de Março de 1940, nos EUA, e é hoje uma referência incontornável para a música norte-americana e mundial, ao cabo de uma carreira com mais de 50 anos. Já venceu sete Grammy Awards e é, com Michael Jackson, o único artista a conseguir o cobiçado prémio nas categorias de Jazz, Pop e R&B, ao longo de quatro décadas. Motivos de sobra para lhe dedicarmos, esta semana, mais uma das nossas retrospectivas.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 12 de Março- das 20h às 22h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 29 de Janeiro de 2011
As Vozes do Jazz

 

Esta semana, no nosso destaque de aberturas de hora, continuamos em ronda pelos cinco trabalhos nomeados ao Grammy Award 2010 para ‘Best Jazz Vocal Album’. É a vez de Dee Dee Bridgewater e o seu tributo «To Billie With Love», depois de já termos ouvido Denise Donatelli e «When Lights Are Low»; Freddy Cole com o seu «Freddy Cole Sings Mr. B»; e Lorraine Feather com o seu «Ages». Mundialmente consagrada, a veterana Dee Dee Bridgewater já fez naturalmente destaque nas nossas emissões, aquando do lançamento do seu último trabalho e por ocasião da sua passagem pelo Estoril Jazz 2010, mas a nomeação ao prémio maior da indústria discográfica mundial justifica nova abordagem à sua homenagem a Billie Holiday.

Pelas meias-horas, no habitual segundo destaque das nossas emissões – e depois de há algumas semanas o mau tempo a ter impedido de chegar aos nossos estúdios – é hoje que conferimos finalmente os rumos que a carreira da portuguesa Maria Anadon guarda para 2011. Depois de «Smile», álbum do ano passado, com o qual se tornou a cantora nacional com mais discos de jazz tradicional editados, os novos desafios passam este ano pela gravação de um álbum do Maria Anadon Latin Quartet e ainda o projecto “Recantos da Alma”, construído em torno de canções de autores de expressão portuguesa, de Sérgio Godinho a Chico Buarque, passando por Vitorino e Ary dos Santos, entre outros. Além da apresentação em primeira-mão de canções destes trabalhos, contaremos também com a presença da cantora em estúdio, em directo, para uma conversa entre as 21h00 e as 22h00.

Nota final para mais uma edição da rubrica “Jazzismos”, um espaço feito de apropriações das vozes do jazz aos territórios da pop, do rock e até da música de dança, 'jazzando' hits dos tops de todos os tempos. O sueco Nils Landgren é o próximo convidado, a revisitar e rever património de Roberta Flack. Para conferir às 22h15.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 29 de Janeiro- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 22 de Janeiro de 2011
As Vozes do Jazz

 

Esta semana, no nosso destaque de aberturas de hora, continuamos em ronda pelos cinco trabalhos nomeados ao Grammy Award 2010 para ‘Best Jazz Vocal Album’ Depois de «When Lights Are Low», de Denise Donatelli, e de «Freddy Cole Sings Mr. B», um trabalho com que Freddy Cole homenageou o legado do seu mentor e amigo Billy Ekstine, é a vez de Lorraine Feather e o seu brilhante álbum Ages. Aos 62 anos, a cantora e compositora norte americana chega à sua primeira nomeação para o galardão máximo da indústria discográfica mundial, na categoria de Jazz Vocal. Filha de um compositor e historiador de Jazz, de uma cantora de big bands; e afilhada de Billie Holiday, Lorraine Feather distingue-se fundamentalmente por um soberbo e continuado trabalho enquanto letrista mordaz e observadora social em vários ângulos, não só criando novos clássicos contemporâneos como também insuflando mensagens novas em standards de sempre.

Madrinha de baptismo de Lorraine Feather, a lendária Billie Holiday volta a fazer, esta semana, destaque nas nossas emissões, agora às meias-horas. Pela mão da editora independente britânica HEP Records, trazemos em estreia nacional, à rádio portuguesa, o álbum Too Hot For Words, feito de sessões com que Teddy Wilson pretendeu aproveitar, em 1935, o mercado emergente das jukeboxes. No seu ensemble de então, participaram músicos como Roy Eldridge, Ben Webster ou Benny Goodman. Para dar voz à maioria das 20 pequenas jóias históricas recuperadas neste álbum, foi chamada uma Billie Holiday então com apenas 20 anos. As suas interpretações para "What a Little Moonlight Can Do" e "Miss Brown To You", presentes neste trabalho, abriram-lhe, em definitivo, as portas do mundo da música.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 22 de Janeiro- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 15 de Janeiro de 2011
As Vozes do Jazz

 

Esta semana, no nosso destaque de aberturas de hora, continuamos em ronda pelos cinco trabalhos nomeados ao Grammy Award 2010 para ‘Best Jazz Vocal Album’ Depois de «When Lights Are Low», da cantora norte-americana Denise Donatelli, é agora a vez de «Freddy Cole Sings Mr. B», um histórico trabalho com que Freddy Cole homenageou o legado do seu mentor e amigo, Billy Ekstine. Aos 79 anos, com este registo de referência, ‘o Cole que ninguém conhece’ (como Freddy Cole costuma gracejar, referindo-se aos mundialmente famosos Nat King – seu irmão – e Natalie – sua sobrinha) chega assim, finalmente, à nomeação para o galardão máximo da indústria discográfica mundial, na categoria de Jazz Vocal.

Pelas meias-horas continuamos a viajar pelas Vozes do Jazz que este ano se viram ainda mais em destaque, com as nomeações para os Grammy Award 2010. E fora das categorias tradicionais, surge Esperanza Spalding. A norte-americana conseguiu a proeza de arrecadar uma inesperada nomeação para ‘Best New Artist’, ao lado de fenómenos mediáticos e de vendas como Justin Bieber ou Florence & The Machine. Um facto que prova bem a popularidade conquistada nos últimos dois anos pela jovem cantora, compositora e contrabaixista – e que nos motiva a uma retrospectiva dos seus 10 anos de carreira.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 15 de Janeiro- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 8 de Janeiro de 2011
As Vozes do Jazz

Denise Donatelli, Maria Anadon

 

Esta semana, temos mais uma estreia nacional no nosso destaque de aberturas de hora: «When Lights Are Low», da cantora norte-americana Denise Donatelli, com quem abrimos a nossa ronda pelos cinco trabalhos nomeados ao Grammy Award 2010 para ‘Best Jazz Vocal Album’. Além da nomeação ao galardão máximo da indústria discográfica mundial, o terceiro álbum da carreira de Denise Donatelli foi também nomeado na categoria ‘Best Instrumental Arrangement Accompanying a Vocalist’, para uma surpreendente versão de “Don’t Explain”, tema com que abriremos a nossa emissão.

Pelas meias-horas, no habitual segundo destaque das nossas emissões, conferimos os rumos que a carreira da portuguesa Maria Anadon guarda para 2011. Depois de «Smile», álbum do ano passado, com o qual se tornou a cantora nacional com mais discos de jazz tradicional editados, os novos desafios passam este ano pela gravação de um álbum do Maria Anadon Latin Quartet e ainda o projecto “Recantos da Alma”, construído em torno de canções de autores de expressão portuguesa, de Sérgio Godinho a Chico Buarque, passando por Vitorino e Ary dos Santos, entre outros. Além da apresentação em primeira-mão de canções destes trabalhos, contaremos também com a presença da cantora em estúdio, em directo, para uma conversa entre as 21h00 e as 22h00.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 8 de Janeiro- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sexta-feira, 24 de Dezembro de 2010
As Vozes do Jazz

 

Dinah Washington, Peggy Lee, Andy Williams, Marilyn Monroe, Manhattan Transfer, Woody Herman, The Andrew Sisters, Bobby Helms, Connie Francis, Erin Bode, Harry Connick Jr., Johnny Mathis, Louis Prima, Bessie Smith, Bing Crosby, Kim Nalley, Louis Armstrong, Judy Garland, Etta Jones, Doris Day, Tony Bennett, Dean Martin, Shirley Horn, Jimmy Smith, Julie London, Frank Sinatra, Bill Evans, Ella Fitzgerald, Natalie Cole, Aretha Franklin, Norah Jones, Diana Krall, Rosemary Clooney, Nat King Cole, Carla Cook, The Pied Pipers, LaVerne Butler, Mary Stallings, Betty Carter, Laura Fygi, Mel Tormé, Ray Charles, Maria Viana e Billie Holiday são apenas alguns dos “convidados” confirmados no alinhamento das quatro horas da emissão especial de Natal 2010 d' As Vozes do Jazz.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 25 de Dezembro- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar | ver comentários (1)

Sábado, 18 de Dezembro de 2010
As Vozes do Jazz

 

O lendário Nat King Cole faz o destaque de aberturas de hora da nossa emissão de hoje, com o CD «Forgotten 1949 Carnegie Hall Concert», um registo perdido e editado este ano, depois de um meticuloso trabalho de recuperação dos acetatos originais. O concerto encontra Nat King Cole no melhor da sua forma ao vivo, com o seu trio; e conta ainda com uma faixa que espelha a participação de Woody Herman e a sua orquestra nesta raridade, recuperada pela independente britânica Hep Jazz Records, proprietária dos direitos de inúmeras preciosidades do jazz, com especial enfoque dos anos 1930 a 1950. A Hep não tem distribuição portuguesa, mas todo o seu catálogo está disponível para compra online.

Pelas meias-horas é a cantora Sophie Milman quem faz o segundo destaque da emissão, com «Make Someone Happy», o álbum de 2007 que lhe deu o Juno Award (equivalente, no Canadá, aos Grammy) na categoria 'Vocal Jazz Album of the Year', em 2008; e a catapultou para as atenções mundiais.

Nota final para a sexta edição da rubrica “Jazzismos”, um espaço feito de apropriações das vozes do jazz aos territórios da pop, do rock e até da música de dança, 'jazzando' hits dos tops de todos os tempos. Torsten Goods é próximo convidado, com os Queen como ponto de partida. Para conferir às 22h15.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 18 de Dezembro- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2010
As Vozes do Jazz

Barbara Krüger, Gretchen Parlato

 

N'As Vozes do Jazz da semana temos mais uma estreia nacional em destaque de aberturas de hora: «Everything Allowed», o recém-lançado primeiro álbum da cantora e compositora alemã Barbara Bürkle. Surpreendente a todos os níveis, da voz aos arranjos, dos músicos à interpretação, não espanta que a jovem tenha estado, este ano, no restrito grupo de finalistas da Thelonious Monk International Jazz Vocals Competition. Agora em brilhante início de carreira discográfica, pela editora Neuklang, em formato quinteto e ladeada por músicos de alta craveira do Jazz alemão, «Everything Allowed» dá-nos standards com vida inteiramente nova, composições originais da própria cantora e até incursões pelo espanhol e pelo português, neste caso com o clássico da Bossa Nova, “O Pato”, tema com que abriremos a nossa emissão.

Pelas meias-horas, no habitual segundo destaque das nossas emissões, voltamos à voz da norte-americana Gretchen Parlato. Em 2004, venceu a Thelonious Monk International Jazz Vocals Competition e teve um aval único de Herbie Hancock, que a classificou como uma cantora com «uma ligação profunda e quase mágica à música». O seu mais recente álbum, «In a Dream», data de 2009 e assinala uma abordagem única ao Jazz, com influências marcadas de ritmos africanos e brasileiros.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 4 de Dezembro- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 20 de Novembro de 2010
As Vozes do Jazz

Cassandra Wilson, "Silver Pony", June Christy

 

Dois anos depois de Loverly, o trabalho com que voltou a conquistar um Grammy Award na categoria de Best Jazz Vocal Album, a aclamada Cassandra Wilson está de regresso aos discos, com o surpreendente Silver Pony, lançado há uma semana. Aos 54 anos, com 25 de carreira discográfica oficial, incluindo 20 álbuns a solo e inúmeras colaborações, a cantora, compositora e produtora norte-americana embarca agora numa nova aposta: um disco híbrido, entre gravações de estúdio e temas gravados ao vivo, durante a sua última digressão europeia. Silver Pony inclui um repertório composto de clássicos do jazz e pop e novas canções compostas por Cassandra Wilson e a sua banda. Um álbum que faz, esta semana, o nosso destaque de aberturas de hora - e que exploramos ao longo de oito canções do seu alinhamento.

Pelas meias-horas, no habitual segundo destaque das nossas emissões, aproveitamos o 20 de Novembro, data em que a cantora norte-americana June Christy faria 85 anos, para lhe dedicar uma retrospectiva. Uma das melhores e mais injustiçadas vozes do jazz das décadas de 1940 e 1950, primeiro com a Stan Kenton Orchestra e depois a solo, retirou-se oficialmente em 1965, sendo raras – mas muito aplaudidas – as vezes que voltou a palco, em ocasiões muito especiais. Entrou em estúdio pela última vez em 1977 e morreu em Sherman Oaks, na Califórnia, de complicações renais, aos 64 anos.

Nota ainda para a segunda edição da rubrica “Jazzismos”, um espaço feito de apropriações das vozes do jazz aos territórios da pop, do rock e até da música de dança, 'jazzando' hits dos tops de todos os tempos. Gretchen Parlato é a próxima convidada deste espaço, com Björk como ponto de partida. Para conferir às 22h15.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 20 de Novembro- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 13 de Novembro de 2010
As Vozes do Jazz

 

Jane Monheit, uma das mais populares vozes do jazz da actualidade, está de regresso aos discos com o seu mais recente «Home», uma edição Universal Music já disponível no mercado nacional – e que faz, esta noite, o nosso destaque de aberturas de hora. Assinalando os 10 anos de carreira da cantora, «Home» marca a sua reaproximação aos standards do cancioneiro norte-americano e ao formato mais tradicional de banda, em vez das grandes orquestras.

Pelas meias-horas, no habitual segundo destaque das nossas emissões, fazemos a do surpreendente álbum «The Unforgettable Sounds of Esquivel», da Mr. Ho’s Orchestrotica, um projecto do pianista, compositor e multi-percussionista norte-americano Brian O’Neill. A obra do pianista, compositor e band leader mexicano Juan García Esquivel é aqui magistralmente recuperada por uma big band de 21 elementos, além do scat, dos vocalizos e das vozes de Kathleen Doran, Jenniffer O'Neil, Paul Pampinella e Yolanda Scott. Um trabalho de energia e ritmos latinos contagiantes, que estará disponível a partir de 16 de Novembro no CD Baby, na Amazon e no site oficial da Orchestrotica.

Nota ainda para a estreia da rubrica “Jazzismos”, um espaço feito de apropriações das vozes do jazz aos territórios da pop, do rock e até da música de dança, 'jazzando' hits dos tops de todos os tempos. Norah Jones, que tem na forja a colectânea «…Featuring», uma edição EMI Music, a lançar já esta segunda-feira, é a primeira convidada destes “Jazzismos”. Para conferir às 22h15.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 13 de Novembro- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 6 de Novembro de 2010
As Vozes do Jazz

 

A chegar aos 30 anos de carreira e 15 anos depois do seu último álbum a solo, a cantora Lara Li termina agora uma longa ausência do mercado discográfico pela mão do jazz e com a cumplicidade de um dos seus parceiros mais destacados dos últimos anos, em concertos ao vivo: o pianista e compositor Miguel Braga. Juntos criaram o recém-lançado CD Levemente, esta semana a fazer o nosso destaque de aberturas de hora. Levemente é uma colecção de temas originais, poemas musicados (como a "Balada da Neve", de Augusto Gil) e temas clássicos do cancioneiro português, revistos em linguagem muito próxima dos territórios do jazz. Entre eles, canções sobejamente celebradas como "Sol de Inverno", "Maio, Maduro Maio" ou "Um Homem na Cidade". Ao mesmo tempo que exploramos o álbum, convidamos também Lara Li para marcar presença em estúdio, numa conversa que poderá ser ouvida entre as 21h00 e as 22h00.

Outra voz portuguesa que está de regresso aos discos é Paula Oliveira. Raça é o título do seu novo trabalho, que conta com composições originais da própria Paula Oliveira, de Mário Laginha, Lars Arens, Leo Tardin e Ricardo Dias. O CD marca novo encontro da cantora com os standards e os poetas portugueses, como Alexandre O'Neill - e faz, esta semana, o nosso destaque das meias-horas.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 6 de Novembro- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar | ver comentários (1)

Domingo, 24 de Outubro de 2010
As Vozes do Jazz: emissão especial

 

Depois do sucesso da primeira edição, o nosso programa As Vozes do Jazz, no ar aos Sábados, entre as 20h00 e as 24h00, prepara nova emissão especial inteiramente dedicada às VOZES DO JAZZ PORTUGUESAS, no próximo dia 30 de Outubro.

No alinhamento, para já, teremos (por ordem alfabética) Adriana Queiroz, André Sarbib, Carmen Souza, David Ferreira, Desbundixie, Fátima Serro, Guida de Palma, Jacinta, Joana Machado, Joana Rios, Jogo de Damas, Kiko Pereira, Laurent Filipe, Lena d'Água, Luísa Sobral, Mafalda Sachetti, Manuela Lopes, Maria Anadon, Maria João, Maria João Mendes, Maria Viana, Marta Hugon, Melissa Oliveira, Paula Oliveira, Quarteto Moderno, Quinteto Luísa Vieira, Rita Maria, Sara Serpa, Sara Valente, Sofia Ribeiro, Susana Travassos e Trupe Vocal, sendo que os próprios ou as suas editoras/agentes já oportunamente nos enviaram o seu material para difusão.

Todos/as cantores/as não mencionados acima (e/ou formações de jazz instrumental nacionais que disponham de temas com vozes convidadas) interessados/as em contribuir para esta emissão (com trabalhos editados, em maqueta por editar ou gravados ao vivo) poderão enviá-los (juntamente com nota biográfica/curricular) à nossa produção, até às 13h00 da próxima 5ªf, dia 28 de Outubro.

 

- Por email, com (preferencialmente) ficheiros mp3 a 192 bits, para asvozesdojazz@netcabo.pt;

- Por correio, estafeta ou entrega em mão na Rádio Europa Lisboa, Rua Latino Coelho, nº 50 - 1º (1050-137 Lisboa),

ao cuidado de Ricardo Belo de Morais.



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 23 de Outubro de 2010
As Vozes do Jazz

Dena DeRose; Dianne Reeves

 

Cantora, pianista, compositora e professora de voz, Dena DeRose tem, esta noite, um já por demais adiado destaque de aberturas de hora, com o seu projecto a dois volumes, Live at Jazz Standard, uma edição Maxjazz. A norte-americana é um exemplo de perseverança. Ultrapassou a doença que a chegou a impedir de tocar piano durante anos, descobriu a voz e a carreira académica entre várias operações, recuperou o uso profissional da mão e é hoje uma professora universitária consagrada de voz, além de ter chegado à aclamação da crítica, ao aplauso incondicional do público e às nomeações dos Grammy Awards.

Até à data tem, no currículo, quatro Grammy Awards nas categorias de Jazz Vocal (em 2001, 2002, 2003 e 2006), entre vários outros prémios da crítica e da indústria. À beira dos 40 anos de carreira e com uma discografia a solo quase a chegar à vintena de álbuns (além de outros tantos álbuns enquanto voz convidada), é justamente considerada uma das mais importantes cantoras contemporâneas de Jazz. Faz 54 anos este sábado, 23 de Outubro - e aproveitamos para dar-lhe os parabéns, com uma retrospectiva, no destaque das meias-horas desta próxima emissão: Dianne Reeves.

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 23 de Outubro- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Sábado, 2 de Outubro de 2010
As Vozes do Jazz

 

Um dos mais interessantes tributos alguma vez prestados a Chet Baker faz, este Sábado, o destaque de aberturas de hora de mais uma edição de As Vozes do Jazz. Trata-se de Baker’s Dozen (Maxjazz, 2009), do pianista, cantor e compositor John Proulx. Apesar da sua juventude e de ainda apenas dois álbuns no currículo, o norte-americano é já possuidor de um Grammy Award e uma sólida reputação, tanto a solo como em ensembles, ou enquanto criador de canções para vozes do calibre de Nancy Wilson ou Mary Stallings. À razão de dois temas por hora, é assim pelas mãos e voz de John Proulx que vamos descobrir uma abordagem nova e fresca a algumas das composições que Chet Baker tornou eternas.

Pelas meias-horas, no habitual segundo destaque das nossas emissões, recordamos o álbum de estreia de Christine Hitt, You’d Be So Nice To Come Home To (Maxjazz, 1999). A cantora e pianista norte-americana tem passado os últimos 10 anos quase integralmente voltada para o ensino da música e a sua carreira académica, pontuando este percurso com algumas actuações ao vivo. Enquanto não volta aos discos, é sempre um prazer voltar a esta “escondida” colecção de 15 recriações para alguns dos maiores standards do cancioneiro norte-americano…

 

Com Ricardo Belo de Morais

Sábado, 2 de Outubro- das 20h às 24h



publicado por jazza-me
link do post | comentar


Rádio Blog
Carla Hilário Quevedo
Metro - Rádio Europa Lisboa
Tema da semana: Rádio Blogue.
Comente aqui ou em 21 351 05 90.
A sua voz vai para o ar :
6ª feira, 11h35/17h40
Domingo, 18h35






Rádio Europa Lisboa
Rua Latino Coelho, 50 - 1º
1050-137 Lisboa, Portugal
Tel.: 21 351 05 80

Email   Estamos no Facebook   Siga-nos no Twitter
Emissão online:

clique para ouvir a emissão da europa


Rádio Blog
Carla Hilário Quevedo
Metro - Rádio Europa Lisboa
Tema da semana: Rádio Blogue.
Comente aqui ou em 21 351 05 90.
A sua voz vai para o ar :
6ª feira, 11h35/17h40
Domingo, 18h35



POSTS RECENTES

As Vozes do Jazz

As Vozes do Jazz

As Vozes do Jazz

As Vozes do Jazz

As Vozes do Jazz

As Vozes do Jazz

As Vozes do Jazz

As Vozes do Jazz

As Vozes do Jazz

As Vozes do Jazz

As Vozes do Jazz

As Vozes do Jazz

ARQUIVOS
TAGS

todas as tags

blogs SAPO
SUBSCREVER FEEDS