Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009
Rádio Blog: Jade Goody

                                                                       Jade Goody (foto Wikipédia)

 

Amanhã ouvimos finalmente os comentários sobre Pecados Mortais, a propósito de um estudo levado a cabo pelo Vaticano e publicado no jornal L'Osservatore Romano.

 

Com Carla Hilário Quevedo e Betânia Valente

6ªf., 27 de Fevereiro- 10.35

 

Ao longo dos próximos dias queremos saber o que pensa do caso Jade Goody. O texto de Carla Hilário Quevedo, publicado aqui em parceria com o jornal Meia Hora, pode ser comentado mais abaixo ou através do 21.351.05.90 até às 16h da próxima 5ªf.

 

Jade Goody

A estrela do «reality-show» Big Brother, Jade Goody, de 27 anos, ficou célebre por proferir comentários racistas sobre uma participante indiana. Até há bem pouco tempo, era apenas conhecida do público britânico, mas o seu nome ultrapassou fronteiras com a notícia de que estava a morrer. A primeira notícia de que sofria de cancro do colo do útero foi anunciada ao vivo na televisão em Agosto do ano passado. Quando recentemente soube que lhe restavam poucas semanas de vida, Jade vendeu os direitos de transmissão do seu casamento ao canal televisivo que a tornou famosa. Na altura correu o boato de que também teria vendido os direitos de transmissão da sua morte. O rumor acabou por ser desmentido pelo seu agente, Max Clifford, que, em declarações ao Guardian afirmou que “há limites de realismo na tele-realidade”; e que, à excepção de uma entrevista à ITV, Jade Goody tenciona passar os últimos dias de vida longe das câmaras. As oitocentas mil libras ganhas com os direitos de transmissão da boda e o exclusivo das fotografias garantem o futuro dos seus dois filhos. Entretanto, mais mulheres fizeram testes de prevenção ao cancro do colo do útero. Isto justifica o aparelho mediático? Se Jade Goody mudar de ideias e decidir morrer em público, é possível não ver nada de mal na decisão?



publicado por jazza-me
link do post | comentar

Comentários:
De Helena Miranda a 1 de Março de 2009 às 17:45
A mulher tem 27 anos, dois filhos, está a morrer e isso move as pessoas e temos pena. Por outro lado, será que temos direito de assistir?
Acho que não temos esse direito. É uma espécie de sacrilégio. Mas o big brother também, de certa maneira, só que numa menor escala. Porque quando assistimos, estamos conscientemente a perder tempo, a alimentar a nossa alma com a miséria alheia e a abusar da estupidez dos observados. Mas como fazemos isso tantas vezes e de tantas formas diferentes, talvez, nos tempos que correm, nada disto tenha afinal grande gravidade. Eu sou daquelas que ainda fico chocada com a notícia de uma morte filmada em directo. E ainda bem.


De Lis a 22 de Março de 2009 às 12:40
As pessoas nascem e morrem, algumas mais jovens e outras mais velhas, morrem até crianças. Nós devemos nos conscientizar que cada pessoa faz da sua vida aquilo que acha mais importante para seu mundo. Quem está passando pela mesma situação pode entender melhor, mas do contrário, quem somos nós para julgarmos a maneira como ela preferiu morrer ou expôr sua morte. Gente, entendam que a Jade é um ser humano como todos os outros, ela não está prejudicando ninguém por querer garantir a vida financeira de seus filhos, se talvez alguém estivesse no seu lugar e tivesse a mesma oportunidade não o faria? Muitas pessoas não fazem porque não são conhecidas, e as pessoas famosas e ricas, que estão sempre em revistas e outras que ganham apenas por mostrar seus corpos nus passados em fotoshop...saibam que nascemos e morremos, não dramatizem a morte de uma pessoa, isso faz parte da vida bem como ela querer garantir o bem estar dos filhos. Eu não acho bonitoe nem o máximo, mas acho importante podermos compartilhar com ela seus últimos dias, já que assim ela quis. E aprovo suas decisões parar garantir o futuro dos filhos, pois eu não sei o que faria no lugar dela. Quem tem que decidir ou não sobre aparecer ou não é ela, e não cabe a nós julgar, e se a TV faz isso, que bom, porque pelo menos não são somente as mortes de pessoas ricas e famosas que aparecem para vendar revistas.


De Monica a 3 de Março de 2009 às 16:03
O mal não está tanto no facto dela poder vir a vender os direitos de transmissão da morte, mas no facto de haver quem esteja interessado em presenciar esse momento ...
Jade Goody parece ser alguém a quem os "15 minutos de fama" não chegam, e ao saber-se a morrer, decidiu juntar o útil ao agradável: assegurar o futuro dos filhos, que não vai poder ver crescer.
Por outro lado, é interessante pensarmos que a visibilidade da doença de Jade chamou a atenção para os perigos do cancro do colo do útero, e a necessidade de rastrear precocemente e prevenir a doença. E também que o acompanhar dos seus últimos dias de vida, apesar de poder ser chocante, mostrar a realidade do sofrimento dos doentes oncológicos, e a necessidade que têm de apoios e cuidados paliativos - tanto mais que, segundo um relatório da revista "The Lancet Oncology", a crise mundial vai levar a cortes no tratamento de doentes de cancro na Europa, bem como à redução do investimento em medicamentos e tratamentos inovadores mas caros ...


De Gabriel a 4 de Março de 2009 às 21:13
A rapariga está a agir bem. Assegurou o futuro dos filhos e resguarda-se nos últimos dias. Claro que o facto de a estarmos a julgar até na morte, faz-me pensar que, para nós, é como se ela nunca tivesse saído do confessionário. É uma situação pouco humana. De ambas as partes, talvez.


De Ana a 5 de Março de 2009 às 11:46
Isto da tele realidade tem muito que se lhe diga! Talvez tenha sido a única maneira que esta rapariga teve o viu como possível para sair da pobreza. O grande problema é que as televisões exploram o lado mais cinzento do ser humano, as pessoas ficam reféns de situações que aos nossos olhos são ignóbeis... aqui eu diria como em relação às revistas de "social" se ninguém as comprasse, provavelmente esse tipo de "jornalismo" não existiria.
Por outro lado quem somos nós para dizer a A ou a B que não tem o direito de expor a sua intimidade na televisão ou onde quiser? Na verdade inclino-me mais para PENSAR QUE NOS DIAS DE HOJE É ASSIM MESMO: HÁ PARA TODOS OS GOSTOS.... de uns gostamos de outros não c'est la vie . Em democracias plenas há exemplos de jornais que nós achamos maus, péssimos e há exemplos de excelente jornalismo.... eu penso que todos têm o direito à existência.
Acho triste, muito triste a história desta rapariga...


De Marta Santos a 5 de Março de 2009 às 16:31
Claro que não é possível "não ver nada de mal" na decisão!!!
A morte é, ou devia ser, um acontecimento privado. E não há razão que justifique que seja tornado público.
Jade, por um lado, deixaria os filhos (que não vai ver crescer) muito bem financeiramente. Por outro, sabia que pagariam esse conforto com registos eternos da mãe a dar o último suspiro. Mas não é Jade, uma mulher em fase terminal, que está em causa. Que cadeia de tv paga por estes direitos de transmissão? Não há por ali uma AACS que imponha os valores éticos minimos indispensáves? Mas pior ainda é saber que neste mundo de loucos haveria certamente muita audiência para tal evento....


Comentar post


Rádio Blog
Carla Hilário Quevedo
Metro - Rádio Europa Lisboa
Tema da semana: Rádio Blogue.
Comente aqui ou em 21 351 05 90.
A sua voz vai para o ar :
6ª feira, 11h35/17h40
Domingo, 18h35






Rádio Europa Lisboa
Rua Latino Coelho, 50 - 1º
1050-137 Lisboa, Portugal
Tel.: 21 351 05 80

Email   Estamos no Facebook   Siga-nos no Twitter
Emissão online:

clique para ouvir a emissão da europa


Rádio Blog
Carla Hilário Quevedo
Metro - Rádio Europa Lisboa
Tema da semana: Rádio Blogue.
Comente aqui ou em 21 351 05 90.
A sua voz vai para o ar :
6ª feira, 11h35/17h40
Domingo, 18h35



POSTS RECENTES

A História de... José Man...

Rádio Europa Lisboa

A História de... Miguel P...

Funchal Jazz 2011: 7 a 9 ...

Diogo Vida no Braço de Pr...

Internacional Europa

RFI: emissões em 90.4 fm

JIGG 2011: Jazz im Goethe...

A História de... Vital Mo...

Cool Jazz Fest 2011, 4 a ...

Bobby McFerrin leva VOCAb...

Série aTensãoJAZZ chega a...

ARQUIVOS
TAGS

todas as tags

blogs SAPO
SUBSCREVER FEEDS