Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jazza-me muito...

O JAZZ SUBIU-NOS À CABEÇA!

O JAZZ SUBIU-NOS À CABEÇA!

jazza-me muito...

11
Jun09

Rádio Blog: Extrema-direita na UE

jazza-me

                                                                      Geert Wilders, Holanda             Nick Griffin, Inglaterra

 

Susan Boyle, a inglesa que participou num concurso televisivo de talentos, é tema do programa de amanhã, com tempo para ouvirmos as opiniões de todos.

 

Com Carla Hilário Quevedo e Antonieta Lopes da Costa

6ªf, 12 de Junho- 10.35

Domingo, 14 de Junho, 18.35

 

Nos próximos dias, e no rescaldo das eleições para o Parlamento Europeu, debatemos a extrema-direita na União Europeia. O texto, publicado aqui em parceria com o jornal Meia Hora, é de Carla Hilário Quevedo. Os comentários podem ser feitos, também, através do 21.351.05.90.

 

Extrema-direita na UE

A extrema-esquerda em Portugal elegeu três deputados para o Parlamento Europeu. Em Inglaterra, o partido da extrema-direita, o BNP (British National Party), elegeu dois deputados e reuniu cerca de um milhão de votos. Jean Marie Le Pen, o negacionista vitalício do partido ultra-nacionalista francês, foi eleito outra vez. Um pouco pela Europa, a extrema-direita ganhou votos. Não esqueçamos, no entanto, que os ganhou em eleições livres. Por muito que não se respeite estes vencedores – que não merecem respeito – há que aceitar a decisão. Uma parte do eleitorado em Portugal apoia o moralismo censório de esquerda e outra parte em Inglaterra e noutros países, vê com agrado uma direita xenófoba. Tudo isto é perigoso, mas paradoxalmente necessário à democracia. Numa democracia em que se respeitam eleições e a liberdade de expressão é um valor que merece ser defendido há espaço para tudo. E esse espaço não é nem regrado, nem moderado, nem limpo. Após as eleições europeias, à entrada do Parlamento inglês, o líder do BNP foi agredido por uma multidão em fúria. Os primeiros sinais de protesto já se fazem sentir. Quais são os meios mais eficazes para combater a extrema-direita? A extrema-esquerda em Portugal tem um óptimo marketing? Como interpreta estes resultados das eleições europeias?

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    VL 15.06.2009

    Senhor Jaime Loff
    já percebi que é muito inteligente e esclarecido. Só falta saber em que jornal escreve para ter o prazer de o ler diária ou semanalmente.
    Com estima e consideração.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Emissão online:

    clique para ouvir a emissão da europa




    Rádio Europa Lisboa
    Rua Latino Coelho, 50 - 1º
    1050-137 Lisboa, Portugal
    Tel.: 21 351 05 80

    Email   Estamos no Facebook   Siga-nos no Twitter

    Arquivo

    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2010
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2009
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2008
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2007
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2006
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D