Comentários:
De Juan Goldín a 15 de Maio de 2011 às 19:06
Acho que estes debates realmente não servem para nada. O programa do PSD, CDS e PS são quase idênticos e não são obra dos partidos; são ordens dadas pela Merkel e pelo Durão (porta-vozes dos mercados, reais governantes de Portugal sem terem passado por nenhuma eleição). O BE e o PCP fizeram bem em não assinar como os outros três esse papelinho que obriga a cumprir um programa de governo idealizado pelo FMI e UE. Nestas próximas eleições a única coisa que podemos escolher é se queremos que o pais se privatize na totalidade ou se privatize um bocado menos. É mentira que a solução sejam políticas neo-liberais, se continuamos assim, será a perdição total e vamos acabar sendo um Clube Mediterranee com 92 090 km². Para dar um exemplo, a Argentina, em 2001, estava na bancarrota e na ecessão total, exactamente na mesma situação de Portugal, por ter seguido as mesmas políticas neo-liberais que a troika insiste em obrigar-nos a seguir. Hoje a Argentina, por ter descartado de raiz esse tipo de politicas neo-liberais, tem um crescimento de 11,7 por cento. Se a Argentina, no sul do hemisfério sul, conseguiu, Portugal tambem consegue, mas se continuamos a cumprir ordens dos mercados não saímos nunca mais do 0,7 de crescimento. O programa de governo já está decidido, vença quem vencer. De todas as maneiras, é bom irmos votar no dia 5 de Junho, mas sejamos conscientes que só votaremos se queremos RTP e Caixa públicas ou privadas, O resto já está decidido.

Eu ainda tenho a esperança que o PS faça uma coligação com o Bloco e PCP. Com o PSD, PP e PS juntos vamo-nos afundar cada vez mais. Restruturar a divida é umas das saídas, e pagar sim, mas nos nossos termos, não nos que impõe a corrupção internacional que nos governa.


Comentar post