Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

jazza-me muito...

O JAZZ SUBIU-NOS À CABEÇA!

O JAZZ SUBIU-NOS À CABEÇA!

jazza-me muito...

11
Mai11

Na Outra Margem

jazza-me

 

Entre 15 de Maio e 5 de Junho, o Centro Cultural de Belém acolhe mais um ciclo de Concertos à Conversa com direcção de Miguel Henriques. Voltando a chamar intérpretes muito jovens e artistas de reconhecido talento, para um conjunto de quatro concertos em ambiente informal, a escolha temática deste ano, Música sem Fronteiras, coloca lado a lado peças de compositores portugueses e obras do cânone da música clássica, enquanto questiona os critérios de programação que continuam a ignorar as primeiras e a perpetuar as segundas. O tema entronca no da tese de doutoramento de António Pinho Vargas (Música e poder - Para uma Sociologia da Ausência da Música Portuguesa no Contexto Europeu, recentemente publicada pela Almedina), que é convidado especial neste ciclo, participando nas conversas e tendo três obras suas interpretadas nos concertos - uma das quais, Quasi una Sonata, encomendada pelo CCB, em estreia absoluta.

Os programas anteriores estão aqui.

 

Com Manuela Paraíso

4ªf, 11 de Maio- 18h

18
Nov10

Ao vivo

jazza-me

António Pinho Vargas, André Sarbib

 

É bem rica, a agenda jazz dos próximos dias, começando, já esta tarde, pelo concerto de António Pinho Vargas no Museu de São Roque. Em piano solo, o músico irá percorrer as peças gravadas nos discos Solo (2008) e Solo II (2009)- um repertório de composições originais e versões de temas de Bob Dylan e Zeca Afonso. Esta 5ªf, 18, no Largo Trindade Coelho, ao Bairro Alto, a partir das 18h.

Outro pianista e compositor, André Sarbib termina amanhã uma residência de uma semana no Casino Estoril. This Is It, o disco mais recente de Sarbib, de standards do jazz interpretados em voz e piano, ganham nova abordagem em duo de piano e percussão, com João Cunha, o músico que acompanha Sarbib, esta 5ªf, 18, e 6ªf, 19, no Estoril, às 21.45 e às 23h, com entrada livre.

 

 

A noite, no Onda Jazz, é de tributo a Bill Evans, com um 4teto formado pelo pianista Victor Zamora, Nelson Cascais (contrabaixo), João Moreira (trompete) e Bruno Pedroso (bateria). Esta 5ªf, 18, em Alfama, a partir das 22.30.

No bar Páginas Tantas voltamos a ouvir o saxofonista Gonçalo Prazeres e o guitarrista Ricardo Barriga, amigos e cúmplices musicais, numa noite intimista, esta 5ªf, 18, a partir das 21.30. Ao Bairro Alto.

 

Nobody's Bizness

 

O colectivo Nobody's Bizness anda há vários anos nos palcos, ensaiando os blues de Robert Johnson, Alberta Hunter, Bessie Smith, Skip James e Muddy Waters. No seu segundo disco, It's Everybody's Bizness Now, que hoje apresentam no Maxime, os Nobody's Bizness cantam clássicos dos blues e temas originais. Em palco estão Petra (voz), Luís Ferreira (guitarras ), Catman (voz, harmónica e piano), Pedro Ferreira (guitarras), Luís Oliveira (baixo) e Isaac Achega (bateria e percussão). 5ªf, 18, no Maxime, Praça da Alegria, às 23h.

 

 

Em Guimarães prossegue a edição 2010 do Guimarães Jazz. Depois do concerto do 5teto nova-iorquino The Story, ontem, a noite de hoje pertence ao saxofonista Charles Lloyd, um músico que entende a arte como uma procura espiritual. O seu novo quarteto, formado por Jason Moran (piano), Reuben Rogers (contrabaixo) e Eric Harland (bateria), tem vindo com alguma regularidade a Portugal, mas toca pela primeira vez em Guimarães. O concerto deverá centrar-se nas peças de Mirror, o disco que acaba de lançar pela ECM (excertos no vídeo acima). 5ªf, 18, no Centro Cultural Vila Flor, às 22h.

17
Jul10

Ao vivo

jazza-me

 

O Cool Jazz Fest 2010 dá voz ao jazz português com António Pinho Vargas, Laurent Filipe e os Groove4tet. António Pinho Vargas, pianista e compositor, irá tocar a solo o reportório dos seus dois discos Solo (2008) e Solo II (2009)- o pimeiro gravado no CCB, com composições suas, o segundo com outros temas da mesma gravação, não editados, e interpretações de Zeca Afonso (Que Amor Não Me Engana) e Bob Dylan (The Times They Are A-Changing). Uma revisão do percurso jazzístico de António Pinho Vargas, com as peças que compôs para jazz entre 1976 e 1990, este sábado, 17, no Parque Marechal Carmona, em Cascais, às 21h.

 

 

Depois de António Pinho Vargas, o trompetista e compositor Laurent Filipe revê os seus 30 anos de música com o espectáculo Quase... All Of Me, que percorre 10 discos, incluindo o mais recente, Flick Music- Música de Filmes (2008). O músico está nesta altura a terminar um novo disco com música para poemas de Alexandre O'Neill, ditos pelo pai, Sande Filipe. Tema da Viúva, no vídeo, é uma das peças de Flick Music.

 

 

Por fim, a noite de jazz português no Cool Jazz Fest 2010 termina com os Groove4tet, o 4teto que venceu o prémio Cool Jazz Talents 2009: Frederico Martinho (guitarra), Daniel Lima (hammond), Pedro Pinto (contrabaixo) e João Correia (bateria). Funk, soul e jazz são as músicas que fazem o som do grupo, que hoje apresenta o seu primeiro disco: Do the Right Thing. Sábado, 17 de Julho, em Cascais, a partir das 21h.(Ao vivo na Livraria Trama, no vídeo acima).

 

 

A Norte, o Jazz no Parque tem hoje o seu segundo concerto, depois do trio de Vijay Iyer, no sábado passado. Esta tarde é o trio do pianista e compositor Bernardo Sassetti que se ouve em Serralves. Com Carlos Barretto (contrabaixo) e Alexandre Frazão (bateria), o trio de Sassetti irá certamente tocar temas de Motion, o disco editado há alguns meses, com um convidado especial, em saxofone alto: o espanhol Perico Sambeat, um dos grandes músicos do país vizinho. Sábado, 17, na Fundação de Serralves, às 18h. Homecoming Queen, no vídeo, é a interpretação do trio de uma canção de Mark Linkous/ Sparklehorse, que abre o disco Motion.

 

 

No Allgarve 2010, a noite é de Kurt Elling, vencedor do Grammy para melhor disco de Jazz Vocal, este ano, com o seu tributo a Johnny Hartman e John Coltrane. Trocou o estudo da Filosofia das Religiões pelo jazz e assimilou os estilos de Chet Baker, Ella Fitzgerald e Mark Murphy, entre muitos outros. Desde o disco de estreia, em 95, Kurt Elling tem gravado para a Blue Note e para a Concord, e prepara novo registo para 2011. Sábado, 17, no Jardim da Verbena, São Brás de Alportel, às 21.30. No vídeo, Elling canta com a Sydney Symphony Orchestra.

 

 

A dupla Maria João e Mário Laginha leva os standards de Chocolate (2008), que também inclui temas originais dos dois músicos, ao Parque Ecológico do Gameiro, na Praia Fluvial de Mora, este sábado, 17, às 21.30.

 

Júlio Resende

 

O Out Jazz 2010 recebe amanhã o pianista Júlio Resende, em 4teto com o guitarrista Mário Delgado. O Jazz nos Jardins que o Out Jazz propõe ao longo de todo o Verão decorre, em Julho, no Parque Eduardo VII, com entrada livre, como sempre. Domingo, 18 de Julho, a partir das 17h.

 

 

Por fim, no bar Odessa, a pianista Paula Sousa apresenta-se em trio, com Demian Cabaud (contrabaixo) e Luís Candeias (bateria), e com os temas que compôs para os seus dois discos, Valsa Para a Terri (2008) e Nirvanix (2010). Domingo, 18 de Julho, às 17.30, em Santa Apolónia, ao lado do Lux.

18
Fev10

Ao vivo

jazza-me

 

 

Em final de semana propomos vários concertos em Lisboa: o ciclo Dose Dupla convida esta semana Fátima Serro, fundadora dos Trupe Vocal, e o guitarrista brasileiro Cláudio Ribeiro. Oportunidade rara para ouvir ao vivo a cantora, esta 5ªf, 18, no CCB, a partir das 22h e com entrada livre. O vídeo acima foi registado ao vivo no Porto, no início deste mês. 

A Fábrica Braço de Prata prepara o fim-de-semana com jazz latino, com o 4teto da cantora Maria Anadon, com Victor Zamora (piano), Nelson Cascais (contrabaixo) e Marcelo Araújo (bateria). Esta 5ªf, 18, a partir da meia noite.

Nas noites seguintes, ao Poço do Bispo, ouvimos o pianista Júlio Resende e convidados, 6ªf, 19, às 22h, e o projecto Ogre, que reúne a cantora Maria João, os pianistas Júlio Resende e João Farinha, Joel Silva (bateria) e André Nascimento (electrónica), no sábado, 20, às 22h. Também no sábado, 20, no mesmo espaço, o pianista António Pinho Vargas dedica-se a um repertório jazzístico, em duo com o saxofonista José Nogueira, à meia-noite.

No Onda Jazz, que celebra por esta altura 5 anos de existência, há jazz em trio, com o pianista Luiz Avellar, o contrabaixista Yuri Daniel e o baterista Alexandre Frazão. 5ªf, 18, a partir das 22.30.

Ainda no clube de Alfama, nas próximas noites, toca o guitarrista brasileiro Nelson Veras, músico oriundo de Salvador da Bahia mas com um percurso feito em França, onde tocou com Aldo Romano e Michel Benita, entre outros, sendo um dos músicos do catálogo da editora Label Bleu, entretanto desaparecida. Pat Metheny, Lee Konitz, Steve Coleman e Mark Turner são outros músicos com quem também tem trabalhado. No Onda Jazz apresenta-se em trio com Matthieu Chazarenc (bateria) e Nelson Cascais (contrabaixo), 6ªf, 19, e sábado, 20, a partir das 22.30. O vídeo abaixo foi captado no Festival de Jazz de Grenoble em 2007.

 

 

Na Livraria Ler Devagar há mais um concerto em parceria com a Associação Granular: Gonçalo Falcão, guitarrista, junta-se a Hernâni Faustino (contrabaixo) e a Gabriel Ferrandini (bateria), para uma noite de improvisação livre, 6ªf, 19, às 22.30, na Lx Factory, em Alcântara.

O ciclo Sexta, Meia Noite e uma Guitarra, que decorre até ao início de Março, volta a cruzar a guitarra e a voz, desta vez com Alexandre Soares e Ana Deus, cúmplices no grupo Três Tristes Tigres. Os músicos apresentam canções num espectáculo a que chamam Osso Vaidoso. 6ªf, 19, no Cinema São Jorge, à meia-noite.

A Livraria Trama acolhe mais uma noite de jazz com o guitarrista Nuno Marinho, que já vimos ao vivo em Lisboa no projecto Jazz nos Elevadores. Marinho toca em 4teto, com Ricardo Toscano (sax e clarinete), Augusto Macedo (baixo eléctrico) e André Mota (bateria), esta 5ªf, 18, às 21.30.

 

 

Por fim, o pianista Tiago Sousa, que lançou no final de 2009 o seu terceiro disco, Insónia, leva nova música ao Teatro Maria Matos, num 5teto formado por João Correia (bateria), Ricardo Ribeiro (clarinete baixo e clarinete soprano), Joana Guerra (violoncelo) e Rui Pedro Dâmaso (efeitos, percussão, teclados). Sábado, 20, às 22h.

11
Fev10

Ao vivo

jazza-me

 

 

Agenda gorda, no que ao jazz- e não só- diz respeito, neste fim-de-semana prolongado. O saxofonista Carlos Martins apresenta o repertório do seu disco Água, considerado um dos melhores de 2008, num quinteto formado pelo pianista Bernardo Sassetti, pelo guitarrista André Fernandes, pelo contrabaixista Nelson Cascais e pelo baterista Alexandre Frazão. O concerto faz parte de uma série de 7, programada pelo crítico Manuel Jorge Veloso. 6ªf, 12 de Fevereiro, às 21.30, na Culturgest.

O Espaço Lisboa Jazz Club recebe o quarteto da cantora Cláudia Franco, com Sérgio Rodrigues (piano), João Custódio (contrabaixo) e João Rijo (bateria), e os compositores favoritos da cantora, entre os quais se encontram Tom Jobim, Edu Lobo e Carlos Bica. 6ªf, 12, em Âlcantara.

 

 

Noutro registo, o guitarrista Luís Lopes, que se apresenta em trio no Festival de Jazz Portalegre no final deste mês, toca a solo no que classifica como uma "experiência de viagem". No Espaço APAV & Cultura, na R. José Estêvão, 135-A, ao Jardim Constantino, em Lisboa. 

O ciclo "Sexta, meia noite e uma guitarra" toma a guitarra como instrumento principal, em diálogo com outras artes. Esta semana, Louro & Lima, ou seja, André Louro (piano) e João Lima (guitarra portuguesa) convidam Edgar Pêra para uma noite de música e vídeo a que chamam Estórias de uma Lisboa fora de si. 6ªf, 12, à meia-noite, no Cinema São Jorge.

O jazz francês está, por estes dias, em Lisboa, com o pianista Jean-Pierre Como e o baterista Stéphane Huchard, aos quais se junta o contrabaixista Massimo Cavalli para duas noites ao vivo, 6ªf, 12, e sábado, 13, às 22.30, no Onda Jazz.

 

 

Por fim, o pianista António Pinho Vargas apresenta-se a solo na Fábrica Braço de Prata, à meia-noite de sábado, 13 de Fevereiro.

10
Dez08

Na Outra Margem

jazza-me

     Quarteto Artzen

 

A fechar em grande um 2008 auspicioso, o concerto marcado para 20 de Dezembro na Casa da Música traz o Quarteto Artzen ao Na Outra Margem. Ana Pereira, Ana Filipa Serrão, Joana Cipriano e Carolina Matos falam sobre o historial do grupo, objectivos e aspirações, música portuguesa e também a obra que vão estrear, de Luís Cardoso- compositor em residência na Casa da Música ao longo deste ano e que, ao telefone, deixa pistas sobre esta sua nova peça, Interlúdio 3.

Também no dia 20, mas na Culturgest, estreia-se Outro Fim, a nova ópera de António Pinho Vargas, que resume as ideias principais deste seu novo trabalho.

 

Com Manuela Paraíso

4ªf., 10 de Dezembro

04
Jul08

Ao vivo

jazza-me

 

O primeiro dos 7 concertos do Estoril Jazz/ Jazz num dia de Verão 2008 tem lugar já esta noite, na Cidadela de Cascais, com a Vanguard Jazz Orchestra, herdeira da orquestra de Thad Jones e Mel Lewis. Repertório de Thad Jones, Bob Brookmeyer, Slide Hampton e Jim McNeely, esta 6ªf, 4 de Julho, às 21.30.

Ron Carter, contrabaixista histórico e pedagogo, traz o seu Foursight Quartet, com Stephen Scott (piano) e Payton Crossley (bateria)- dois músicos com os quais gravou o recente Dear Miles para a Blue Note- e o percussionista Rolando Morales-Matos. Sábado, 5 de Julho, às 19h.

E a fechar o primeiro fim-de-semana de Estoril Jazz, tocam dois quartetos: o saxofonista porto-riquenho Miguel Zenón, que tem sido sideman com Charlie Haden, o SF Jazz Collective e Ray Barretto, entre outros, acaba de gravar o seu 4º disco, Awake, e está ao vivo com Luis Perdomo (pianista), Hans Glaswischnig (contrabaixo) e Henry Cole (bateria). O segundo concerto é do 4teto de Karrin Allyson, que lançou este ano o seu 11º disco, Imagina, com clássicos da música popular brasileira, que há muito faz parte do repertório da cantora. Allyson vem acompanhada por Rod Fleeman (guitarra), Ed Howard (contrabaixo) e Todd Strait (bateria). Domingo, 6 de Julho, a partir das 19h.

 

No Hot Clube, Joana Machado apresenta o seu novo disco, A Casa do Óscar, com clássicos de Tom Jobim como Choro, Olha Maria, Bate Boca ou Matita Perê. Com Joana Machado estão Bruno Santos (guitarrista), Filipe Melo (piano), Bernardo Moreira (contrabaixo) e Bruno Pedroso (bateria), 6ªf, 4, e sábado, 5 de Julho, a partir das 23h, na Praça da Alegria. 

O CCB recebe a brasileira Rosa Passos, no primeiro concerto de uma longa digressão portuguesa, para dar a conhecer o novo disco da cantora. Romance traz-nos o lado mais jazzístico de Rosa, que tem um disco em duo com Ron Carter, e as canções de Chico Buarque (Tatuagem), Marcos Valle (Preciso Aprender a Ser Só), Dorival Caymmi (Nem Eu) e João Donato (Cadê Você), entre outros, em tributo a Elis Regina. Rosa, voz e violão, vem em 4teto, com Fábio Torres (piano), Paulo Paulelli (contrabaixo) e Celso Almeida (bateria). 6ªf, 4 de Julho, no Grande Auditório do CCB, às 21h.

O Jardim de Inverno do São Luiz é palco para os Bailes do Hot Clube, no âmbito dos 60 anos do Clube da Praça da Alegria. Com repertório da década de 40, a Big Band do Hot e a cantora Marta Hugon estão ao vivo esta 6ªf, 4, e sábado, 5, no São Luiz, a partir das 23.30.

 

Amanhã, no CCB, António Pinho Vargas apresenta o seu novo disco, Solo, que marca um regresso ao jazz e à improvisação, com temas seus recriados em piano solo. Sábado, 5 de Julho, no Pequeno Auditório, às 21h.

02
Jul08

Na Outra Margem

jazza-me

 

É um evento inédito: pela primeira vez, a música portuguesa é a protagonista de um festival que coloca lado a lado a clássica e a improvisada, jazz e experimental- Música Portuguesa, Hoje decorre de 11 a 13 de Julho no CCB. O Na Outra Margem desta semana centra-se na programação da música erudita, que propõe concertos com orquestras e ensembles, e recitais a solo ou em duo, dando a ouvir obras de cerca de 50 compositores portugueses.

António Pinho Vargas, programador do evento, Cesário Costa, maestro que dirige a OrchestrUtópica no que será o primeiro atelier de leitura de obras aberto ao público, e Miguel Azguime, presente com a Orquestra de Altifalantes e as visitas guiadas ao Centro de Informação de Música Portuguesa, falam sobre o evento. E Martin André, maestro inglês que em 1992 edificou a Orquestra Sinfónica Portuguesa, tendo sido abruptamente afastado do cargo de director artístico, descreve a emoção de dirigir a orquestra no concerto inaugural.

 

Com Manuela Paraíso

5ªf, 3 de Julho- 19h

Sábado, 5 de Julho- 11h

01
Jul08

António Pinho Vargas: Piano Solo

jazza-me

 

2008 marca o regresso de António Pinho Vargas aos territórios do jazz, 12 anos depois do disco A Luz e a Escuridão: primeiro nos concertos com o saxofonista José Nogueira, agora com o duplo álbum Solo, gravado no CCB. Solo percorre temas do passado, recriados apenas em piano, e ouve-se, em recital, no Pequeno Auditório do CCB, no próximo sábado, 5 de Julho, às 21h.

Hoje, o pianista e compositor conversa com Manuela Paraíso sobre este seu disco, a contaminação entre a música erudita e a improvisada, e explica ainda porque Tom Waits é um "bloco de granito".

 

3ªf, 1 de Julho- 18.30

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Emissão online:

clique para ouvir a emissão da europa




Rádio Europa Lisboa
Rua Latino Coelho, 50 - 1º
1050-137 Lisboa, Portugal
Tel.: 21 351 05 80

Email   Estamos no Facebook   Siga-nos no Twitter

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2007
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2006
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D