Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

jazza-me muito...

O JAZZ SUBIU-NOS À CABEÇA!

O JAZZ SUBIU-NOS À CABEÇA!

jazza-me muito...

28
Dez09

Discofonia

jazza-me

              Fotografia de Rodrigo Amado, da série "East Coasting"

 

No último programa do ano deixamos a música para segundo plano e concentramo-nos na imagem: com o saxofonista e fotógrafo Rodrigo Amado percorremos a sua terceira exposição individual, patente na Galeria Módulo, no bairro de Campolide, em Lisboa, de 3ª a sábado, das 15h às 20h, até 9 de Janeiro. East Coasting é uma selecção de fotografias captadas na costa leste dos Estados Unidos, no início do ano, durante uma digressão do músico. Em final de conversa, Rodrigo Amado fala-nos ainda de Motion Trio, o segundo disco que lançou este ano, depois de The Abstract Truth, e o primeiro de um trio exclusivamente português, com o violoncelista Miguel Mira e o baterista Gabriel Ferrandini.

Os programas anteriores estão aqui.

 

Com Mafalda Costa

2ªf, 28 de Dezembro- 18h

17
Dez09

Fotografia e Poesia: "East Coasting" e "Poemas Polaroid"

jazza-me

              Fotografia cedida por Rodrigo Amado, da exposição "East Coasting"                             

 

Em 2007 conhecemos publicamente as primeiras imagens do fotógrafo Rodrigo Amado- uma outra faceta do saxofonista que tem um percurso com mais de 20 anos no jazz. Close/ Closer, a primeira exposição de fotografia, esteve patente na Kameraphoto, ao Bairro Alto, em 2007. No ano passado surgiu Searching for Adam- A New York Imaginary Tale, um projecto transdisciplinar, envolvendo a música em tempo real e a projecção de fotografias. Há pouco mais de duas semanas inaugurou a terceira exposição individual de Rodrigo Amado, East Coasting, na Galeria Módulo de Campolide, em Lisboa. Com inspiração no álbum com o mesmo nome gravado por Charles Mingus em 1957, a série de imagens capta o olhar pessoal do músico sobre o familiar e o desconhecido em cidades como Filadélfia, Nova Iorque, Dallas e Nova Orleães, quando andou em digressão na costa leste dos Estados Unidos, no início do ano.

East Coasting está patente na Galeria Módulo, Calçada dos Mestres, 34 A/B, de 3ªf a sábado, entre as 15h e as 20h.

 

 

"E o contrabaixo sola agora

Circunda tudo num tumulto mudo

Num walking que simula um comping vago

Largo

Gordo

Parado"  (in Solo de Trompete)

 

No belo espaço da Livraria Ler Devagar da LX Factory, em Alcântara, Lisboa, o guitarrista José Dias, que tem dado a conhecer a sua música em formações como os Bangguru, os Elle e o seu 4teto com Desidério Lázaro, Massimo Cavalli e Alexandre Alves, apresentou ontem o seu primeiro livro de poesia, com edição da independente Corpos Editora. Poemas Polaroid e Outros Escritos reúne poemas de lugares, de amor e de jazz, escritos nos últimos anos por José Dias, que já leccionou Literatura Portuguesa e conclui, nesta altura, o seu mestrado em Etnomusicologia. A noite foi de jazz, com concerto do saxofonista Desidério Lázaro e do contrabaixista António Quintino, e de poesia, com apresentação do livro pelo pianista Filipe Melo, a que a Rádio Europa teve o prazer de se associar. Poemas Polaroid e Outros Escritos está à venda na Ler Devagar, nas Livrarias Bulhosa e Fnac, através de encomenda.

21
Dez08

Discofonia

jazza-me

 

O jazz vai bem e recomenda-se, por cá e no estrangeiro. A opinião é de três críticos de música que convidámos a partilharem connosco os seus melhores momentos jazzísticos de 2008. Manuel Jorge Veloso, ex-crítico do Diário de Notícias, actual colaborador da Antena 2 e responsável pelo blogue O Sítio do Jazz, Rui Eduardo Paes, musicólogo, ensaísta e editor da revista Jazz.pt e Rodrigo Amado, músico e crítico para o jornal Público trazem as suas escolhas do ano ao Discofonia.

Os programas anteriores estão disponíveis aqui.

 

Com Mafalda Costa

2ªf., 22 de Dezembro- 18h

18
Set08

Ao vivo

jazza-me


    Rodrigo Amado (foto Joaquim Mendes)    Rodrigo Gonçalves (foto Hélio Gomes)

 

O saxofonista Rodrigo Amado volta aos palcos já esta noite, com uma formação inédita: o cornetista Taylor Ho Bynum, que Amado conheceu em Lisboa, por ocasião de um concerto de Bynum com Anthony Braxton, o contrabaixista John Hebert, que já várias vezes partilhou o palco com Amado, em Nova Iorque, e o baterista Gerald Cleaver, que tem, no universo da livre improvisação, uma ligação maior que outros bateristas às raízes.

Esta noite, na Sala 2 da Casa da Música, e amanhã, no Grande Auditório da Culturgest, os 4 improvisadores partilham o palco pela primeira vez e têm a colaboração de um 5º improvisador, o fotógrafo Guillaume Pazat, que Rodrigo Amado convidou a projectar e sequenciar, em tempo real, um conjunto de fotografias do saxofonista feitas em Nova Iorque ao longo dos últimos 5 anos e que podemos ver, em parte, na exposição Searching for Adam- A New York Imaginary Tale, patente na Galeria Módulo, Campolide, até 11 de Outubro.

 

No Hot Clube, em residência nas próximas 3 noites, está o 5teto do pianista Rodrigo Gonçalves, com César Cardoso (sax tenor), Bruno Santos (guitarra), Miguel Amado (baixo) e João Rijo (bateria). Entre esta 5ªf, 18, e sábado, 20 de Setembro, a partir das 23h, na Praça da Alegria.

 

Esta noite, ainda, as propostas são muitas: o Onda Jazz recebe o Solo Pictórico do contrabaixista Carlos Barretto, em novas improvisações que se vão somar às que já conhecemos do disco com o mesmo nome. 5ªf, 18, às 23h, em Alfama.

Couleur Café é o projecto que junta os Couple Coffee de Luanda Cozetti (voz) e Norton Daiello (baixo), a Thierry Riou (piano), Guto Lucena (saxofones) e Milton Batera (bateria), para uma noite sob o signo de Gainsbourg. As canções de Gainsbarre ou L' Homme à Tête de Chou são revisitadas esta 5ªf, no Instituto Franco- Português, às 21.30.

E a Livraria Trama propõe dois concertos numa noite só: o cantautor B Fachada é o primeiro a ocupar o palco do 1º andar, com as canções de B sings the Lusitanian Blues, depois há jazz com o Kobanga-te Trio, dos belgas Christophe Dupont (guitarra) e Alain Chafwehe (bateria) e do italiano Mò Francesco (contrabaixo). 5ªf, 18, a partir das 21.30, ao Rato.

 

Amanhã começa a 5ª edição do Ciclo Internacional de Jazz de Oeiras:

 

O primeiro concerto, do trio Fly, formado há cerca de 10 anos por Mark Turner (saxofone tenor e soprano) e dois companheiros de Brad Meldhau, Larry Grenadier (contrabaixo) e Jeff Ballard (bateria), traz-nos música original e a coesão de quem procura a harmonia do colectivo, mais do que o brilho individual. O grupo prepara um novo disco com edição marcada para 2009. 6ªf, 19, às 22h, em Carnaxide.

A Orquestra de Jazz de Matosinhos volta a dedicar-se ao repertório de um compositor contemporâneo com arranjos de Carlos Azevedo e Pedro Guedes, mas também do saxofonista suíço Ohad Talmor: o guitarrista Kurt Rosenwinkle vai, assim, tocar as suas próprias composições com a big band, este sábado, 20, às 22h, em Carnaxide.

 

Em Guimarães, o jazz faz-se no feminino, com o duo da cantora Maria João Matos e da pianista Bárbara Miranda. O repertório baseia-se no cancioneiro norte-americano e o concerto começa às 23h de 6ªf, no Centro Cultural Vila Flor.

Finalmente, a obra de Fernando Pessoa ouve-se esta 6ªf, às 21.30, no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, com o projecto Wordsong, e o clássico Na Estrada, de Jack Kerouac, vai até à Galeria do Desassossego, em Beja, na recriação da dupla Tiago Gomes (voz) e Tó Trips (guitarra), 6ªf, 19.

12
Set08

Ao vivo

jazza-me

    Festival Jazz.pt                                       In Loko de Carlos Barretto

 

É já amanhã que o projecto In Loko de Carlos Barretto regressa ao palco: o 6teto foi criado como uma celebração do ritmo e todos os músicos interagem em improvisação, sem qualquer música escrita. Com Carlos Barretto estão na Tenda da Fábrica Braço de Prata, Bernardo Sassetti (fender rhodes), João Moreira (trompete), Mário Delgado (guitarra), José Salgueiro (bateria) e Sebastian Sheriff (percussão), sábado, 13, a partir da meia-noite.

 

Até lá há mais jazz em Lisboa e não só: no Hot Clube prossegue o Festival Jazz.pt com o projecto Locksmith Isidore do clarinetista norte-americano Jason Stein, num tributo ao seu avô, com Jason Roebke (contrabaixo) e Mike Pride (bateria). O trio tem um disco editado em Portugal, Calculus of Loss (Clean Feed), sobe ao palco do Jardim do Hot esta 6ªf, às 22.30. No Bar, à meia-noite e meia, toca o Happening de João Paulo (piano, fender rhodes, acordeão) e Júlio Resende (piano, fender rhodes), com Mário Franco (contrabaixo), Luís Cunha (trombone), João Lobo (bateria) e a convidada Maria João. 6ªf, 12 de Setembro, na Praça da Alegria.

Amanhã, o Festival encerra com 3 concertos: o projecto El Fad de José Peixoto, com Carlos Zíngaro (violino), Miguel Leiria Pereira (contrabaixo) e José Salgueiro (percussão), leva ao Jardim do Hot um repertório que acrescenta ao jazz sonoridades mediterrânicas e orientais e que poderemos ouvir em breve, em disco. O segundo concerto da noite é do 5teto do saxofonista Pedro Moreira, com André Fernandes (guitarra), Nelson Cascais (contrabaixo), Susana Silva (trompete) e André Sousa Machado (bateria). As composições são originais do saxofonista, que promete um disco com esta mesma formação até ao final do ano. Sábado, 13, às 23h, no Jardim do Hot Clube. E no Bar, à meia-noite e meia, o 4teto luso-italiano Tetterapadequ apresenta o seu disco de estreia, And the Missing "R", com edição da Clean Feed.

O Onda Jazz que reabriu, felizmente, as suas portas, recebe esta 6ªf, 12, o 4teto do saxofonista Zé Maria, com Filipe Melo (piano), André Carvalho (contrabaixo) e Alexandre Alves (bateria), a partir das 23.30.

Amanhã, no mesmo palco, toca o trio de João Paulo Esteves da Silva (piano, fender rhodes), com Mário Franco (contrabaixo) e André Sousa Machado (bateria). Sábado, 13, às 23.30, em Alfama.

 

No Clube Jazz ao Norte toca esta noite o duo da cantora Sofia Ribeiro e do contrabaixista Marc Demuth, que têm já dois discos gravados: Dança da Solidão, em duo, e Orik, em 5teto. Cole Porter, Milton Nascimento, Pixinguinha e Carl Perkins, entre outros compositores, fazem parte do repertório. 6ªf, 12, no Auditório José Duarte do Jazz ao Norte, Porto.

Amanhã, na Galeria Módulo, é inaugurada a exposição Searching for Adam- A New York Imaginary Tale- um conjunto de fotografias do saxofonista Rodrigo Amado, feitas na cidade de Nova Iorque ao longo dos últimos 5 anos. A mostra revela trabalhos do último ano, como revelou o músico à Europa-Lisboa, mas todas as outras fotografias poderão ser vistas nos concertos que Amado vai dar na Casa da Música, a 18, e na Culturgest, a 19 de Setembro, em interacção com a música. Sábado, 13, às 18h, na Calçada dos Mestres, 34, em Campolide.

Finalmente, no domingo, o Pleno Out Jazz convida o 4teto de DJ Ride pra um concerto no Jardim da Estrela, com início marcado para as 15.30.

Bom fim-de-semana!

06
Fev08

Ao vivo

jazza-me


Jean-Marie Machado tem dupla ascendência, italiana e portuguesa, nasceu em Marrocos e tem um percurso celebrado, em França, como pianista e compositor, ao lado de músicos como Jean-François Jenny Clarke, Riccardo Del Fra, Andy Sheppard ou Glenn Ferris. Entre os seus discos encontramos música dedicada à Andaluzia mas também à poesia de Pessoa. O novo trabalho, Soeurs de Sang, um duplo tributo a Amália Rodrigues e a Billie Holiday, é apresentado esta 5ªf, 7, com Jean-Philippe Viret (contrabaixo) e Jacques Mahieux (bateria), no Instituto Franco-Português, às 21.30 e no Onda Jazz, na 6ªf, 8.

Esta noite ainda, na cave da Praça da Alegria, toca o Combo da Escola Luiz Villas-Boas dirigido pelo guitarrista Bruno Santos: Margarida Campelo (piano), Nuno Rocha (guitarra), Sara Belo (bateria) e Francisco Brito (baixo). 4ªf, 6 às, 23h, no Hot Clube.
Amanhã, na mesma sala, o guitarrista Vasco Agostinho apresenta o seu novo projecto, In Tempus, com Jeff Davis (vibrafone), Hugo Antunes (contrabaixo) e Bruno Pedroso (bateria). 5ªf, 7, a partir das 23h, no nº 39 da Praça da Alegria.

Jazz ao final da tarde, esta 5ªf, é a proposta da Trem Azul, que acolhe o 6teto Living Thing do saxofonista José Menezes, colectivo de improvisadores de gerações diferentes, com Daniel Vieira (sax alto e clarinete), Gonçalo Marques (trompete e flugel), Júlio Resende (Fender-Rhodes), João Custódio (contrabaixo) e Pedro Viana (bateria). 5ªf, 7, às 19h, na Rua do Alecrim, 21-A, ao Cais do Sodré.
Também amanhã, o Onda Jazz recebe o 5teto do saxofonista Desidério Lázaro, que termina actualmente os seus estudos de jazz em Amesterdão, com João Firmino (guitarra), João Hasselberg (contrabaixo), o espanhol Jorge Sevilla (piano) e o letão Artis Orubs (bateria). 5ªf, 7, às 23h, em Alfama.
No Maxime há jazz com um 4teto composto pelo saxofonista Rodrigo Amado, com Miguel Mira (baixo), Luís Desirat (bateria) e João Lucas (piano). 5ªf, 7, às 23h, na Praça da Alegria.
23
Jan08

Ao vivo

jazza-me

 

Esta noite, no Hot clube, toca o Trioism, um trio formado inicialmente na Grécia, com Spyros Manesis (piano) e Petros Klampanis (contrabaixo) e o português Rui Pereira (bateria). Temas originais, standards e canções da tradição grega compõem o primeiro disco do grupo, gravado em Amesterdão, e servem de base ao concerto. 4ªf, 23, às 23h na Praça da Alegria.

 

Amanhã, na cave da Praça da Alegria, sobe ao palco o 4teto do pianista Alexandre Diniz, com António Pinto (guitarras), Massimo Cavalli (contrabaixo) e Carlos Miguel (bateria) e temas originais, para além de composições de outros contemporâneos. 5ªf, 24, às 23h.

 

No Catacumbas Bar, ao Bairro Alto, há jazz com o trio do guitarrista Pedro Madaleno, com Miguel Amado (contrabaixo) e Bruno Pedroso (bateria) e um repertório de standards. 5ªf, 24, no nº 43 da Travessa Água da Flor.

 

E, por fim, uma sugestão que não passa pela música, mas que anda lá perto: Close/ Closer é uma mostra de uma série de fotografias de grande formato do saxofonista Rodrigo Amado, que se tem dedicado à arte da imagem de forma cada vez mais consistente nos últimos anos. Os retratos que revela em Close/ Closer, de um círculo familiar e de amigos, são uma outra forma possível de intimidade, nas palavras do músico.

 

 

Rodrigo Amado prepara nova apresentação do seu trabalho fotográfico, desta vez sobre Nova Iorque, para várias salas de Lisboa e do Porto nos próximos meses. Close/ Closer está patente na KameraPhoto, na Rua da Vinha, 43, ao Bairro alto, perto da antiga Ler Devagar, entre as 15h e as 20h, até Sábado, 26 de Janeiro.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Emissão online:

clique para ouvir a emissão da europa




Rádio Europa Lisboa
Rua Latino Coelho, 50 - 1º
1050-137 Lisboa, Portugal
Tel.: 21 351 05 80

Email   Estamos no Facebook   Siga-nos no Twitter

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2007
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2006
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D